Para Flávio Dino, reunião ministerial tem “repertório inacreditável de crimes”

O governador Flávio Dino se manifestou sobre o vídeo da reunião ministerial divulgada nesta sexta-feira (22). A reunião foi realizada dia 22 de abril, que integra o inquérito que investiga suposta interferência do presidente da República na Polícia Federal. Sérgio Moro pediu demissão dois dias depois da reunião.

O governador Flávio Dino afirmou que é uma desmoralização para quem comanda o país. “Na forma e no conteúdo, a tal reunião ministerial revela um repertório inacreditável de crimes, quebras de decoro e infrações administrativas. Além de uma imensa desmoralização e perda de legitimidade desse tipo de gente no comando da nossa Nação”, escreveu em suas redes sociais.

Dino elencou que a reunião confirma a delação de Sérgio Moro, contém diversos crimes contra a honra, revela planos de “armar a população” para fins políticos e mostra inequívocos impulsos despóticos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *