Pesquisa com pais levou governo a novo adiamento do retorno das aulas; agora, sem nova previsão

Em coletiva de imprensa nesta sexta-feira (31), o governador Flávio Dino fez a atualização em relação ao combate à pandemia no Maranhão. O principal questionamento continua girando em torno do retorno às aulas no Maranhão.

O governador apresentou pesquisa feita governo na qual a grande maioria das famílias (pais ou responsáveis dos estudantes) disseram que não retornariam às aulas no dia previsto anteriormente pelo governo – 10 de agosto. Em virtude disto, não há mais nova previsão. E o governador disse que agora espera a iniciativa da comunidade escolar.

“Quando apuramos este resultado, foi anunciada a decisão em face dessa insegurança. Neste instante não há nenhuma previsão de retorno por conta dessa insegurança. Até que famílias, professores e estudantes percebam que há segurança, não daremos previsão. Vamos aguardar a iniciativa deles. Por enquanto, a decisão é essa”, afirmou.

Por conta disso, não foi feita uma nova previsão e o governador praticamente descartou retorno ainda no mês de agosto. “Assim, provavelmente não teremos aula na rede estadual de ensino. Vamos esperar o entendimento das famílias e dos estudantes para retomar nos termos que propusemos. Metade da turma em um dia, metade no outro, com ensino híbrido, protocolo sanitário”.

O governador afirmou que seguem autorizadas as outras redes – municipais e particulares – para retomarem as aulas por não haver no momento razão sanitária para intervenção estatal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *