Após denúncia na Polícia Federal, número que atacava Neto Evangelista no WhatsApp é cancelado pelo proprietário

O proprietário da linha responsável pelos ataques ao candidato à prefeito de São Luís, Neto Evangelista (DEM), saiu de todos os grupos de WhatsApp que participava e cancelou o número imediatamente após a denúncia realizada pelo candidato à Polícia Federal, nesta terça-feira (13).

Neto Evangelista protocolou notícia crime sobre a ampla divulgação de conteúdos difamatórios e de fakenews em grupos de WhatsApp. Dentre os conteúdos espalhados, um vídeo que mostrava o candidato junto a um ator de filme pornográfico chegou ao conhecimento de sua filha de 13 anos, fato que o levou a pedir a intervenção da justiça.

“É um absurdo o fato de estarmos vivenciando um debate sobre melhorias para a cidade de São Luís e as pessoas confundirem esse momento com ataques pessoais, vitimando inclusive os meus familiares. Tenho mãe idosa, esposa e filhos ainda menores de idade, que utilizam as redes sociais, e eu não irei aceitar esse tipo de situação”, desabafou Neto Evangelista.

Independente do cancelamento da linha, a polícia tem outras maneiras de identificar o responsável pelos ataques constantes a Neto, que também compartilhava mensagens positivas sobre outro candidato que disputa a Prefeitura de São Luís, autodenominado de “filho do povo”, como consta nos prints anexados à denúncia feita por Evangelista.

1 pensou em “Após denúncia na Polícia Federal, número que atacava Neto Evangelista no WhatsApp é cancelado pelo proprietário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *