Com novo corte na educação feito pelo Governo Bolsonaro, MA deixa de receber R$ 13 milhões

Em comunicado feito via portaria interministerial, o governo de Jair Bolsonaro anunciou: a educação terá, já nos últimos meses de 2020, corte no repasse de recurso. Pelas redes sociais, o secretário de Estado de Educação, Felipe Camarão, lamentou a decisão que impactará diretamente na educação de milhares de maranhenses.

“O Governo Federal reduziu o investimento per capita do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação). Um retrocesso assombroso e sem precedentes. Só o Maranhão deixará de receber este mês 13 milhões de reais. Ano que vem o caos tende a aumentar”, publicou Camarão.

Pela decisão, publicada na última quinta-feira (26) em edição extra do Diário Oficial da União (DOU), estão sendo alterados os parâmetros operacionais do Fundeb para o exercício de 2020, com a redução do valor mínimo nacional a ser investido por aluno anualmente.

De acordo com o texto, assinado pelos ministros da Educação, Milton Ribeiro, e da Economia, Paulo Guedes, por houve uma redução de 8%, caindo de R$ 3.643,16 para R$ 3.349,59 por aluno.

Nas redes, a nova canetada do governo Bolsonaro nos 45 minutos do 2º tempo de 2020 gerou grande repercussão, numa nova onda de críticas a falta de investimentos na educação. E a grande questão é: o que esperar de 2021?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *