Cuidar da economia e da pandemia: MA tem crescimento número de empregos e menor letalidade pela doença

Mais um mito foi desconstruído no Maranhão. Desta vez, caiu por terra a teoria de que “quem se preocupa com o coronavírus não está preocupado com a economia”, tão explorada por alguns segmentos que entendiam a pandemia como uma “gripezinha”. Dados apresentados pelo governador Flávio Dino durante coletiva virtual, realizada na manhã de sexta-feira (29), mostram o Maranhão entre os estados da federação com a maior geração de empregos formais em 2020.

Em paralelo, o Maranhão é o estado com a menor taxa de letalidade pelo Covid-19 no país. “O nosso estado, em 2020, teve um dos melhores desempenhos no enfrentamento da pandemia e ao mesmo tempo gerou empregos, esta é a prova definitiva de que é uma mentira que há incompatibilidade entre cuidar do coronavírus e da economia. Está provado, objetivamente, que enfrentar o coronavírus com responsabilidade e seriedade é a forma de preservar empregos, foi isso que fizemos no Maranhão em 2020”, defendeu Flávio Dino durante a entrevista transmitida pelas redes sociais.

O Maranhão registrou, apesar da pandemia, a 4ª maior alta de empregos formais do Brasil, o 7º melhor saldo do país e o melhor desempenho do nordeste segundo levantamento do Governo Federal, como fez questão de frisar o governador Flávio Dino. Os números foram divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged) na última quinta-feira (28), e mostram que o Maranhão o Maranhão criou 19.753 postos de trabalho com carteira assinada em 2020.

Taxa de letalidade

Dino apresentou dois mapas divulgados pela imprensa que mostram que o Maranhão tem, no momento, a menor taxa de letalidade por coronavírus no Brasil. É o estado com a menor quantidade de mortes por milhão de habitantes e está, neste momento, segundo o Consórcio de Imprensa, apresentando queda no número de óbitos, apesar do crescimento da quantidade de pessoas com a doença.

“É fruto do esforço de ampliação da rede assistencial, ou seja, da oferta de leitos, e também, naturalmente, da dedicação de qualidade dos nossos recursos humanos, dos nossos profissionais de saúde. E quero mostrar isso porque esses são números acumulados desde o início da crise, não foi ontem, esse indicador mostra objetivamente um reconhecimento da qualidade do atendimento hospitalar prestado pelo Governo do Estado e pela nossa equipe”, relatou o governador, alertando que, apesar desses números satisfatórios é necessário seguir com as medidas sanitárias para diminuir a curva de contágio pela doença.

1 pensou em “Cuidar da economia e da pandemia: MA tem crescimento número de empregos e menor letalidade pela doença

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.