Paulo Victor e Coletivo Nós aparecem como principais contrapontos a Braide na Câmara

Uma grande incógnita neste começo de legislatura gira em torno de como será a oposição ao prefeito Eduardo Braide na Câmara Municipal de São Luís. É muito comum no parlamento que muitos vereadores que não votaram no prefeito, passem a ser base de apoio ou, no mínimo, votem de maneira discreta junto com a base. Por isso, fica a expectativa sobre quem de fato vai fazer oposição de forma mais firme à gestão.

Na sessão extraordinária realizada hoje, os destaques no questionamento ao prefeito foram o vereador Paulo Victor (PCdoB) e Coletivo Nós. Esta primeira sessão serviu para mostrar que o prefeito terá um clima amigável na Casa, mas também terá contestação.

Paulo Victor fez duros questionamentos sobre a permissão de mudanças na estrutura governamental feitas por Decreto, que na sua visão seria inconstitucional e foi um dos mais brigou a respeito dos projetos enviados pelo executivo. Ele deu bastante trabalho para o líder do governo, Marcial Lima, que gastou bastante tempo da sessão tendo que ligar para os técnicos do governo e tentar passar explicações.

Outro destaque no contraponto foi o Coletivo Nós, mandato formado por seis co-vereadores. O vereador Jhonatan Alves, que representa o Coletivo, fez duro discurso contra os projetos e ainda conseguiu vitória ao apresentar proposta que modificou o texto para que a secretaria da Pessoa com Deficiência tivesse estrutura com especialistas e não fosse só para “inglês ver”.

Também tiveram uma primeira atuação mais dura contra a gestão Aldir Júnior (PL) e Beto Castro (Avante).

Como todos os vereadores falaram em algum momento da da sessão de hoje, já foi possível ter um panorama do legislativo que teremos nos próximos quatro anos.

1 pensou em “Paulo Victor e Coletivo Nós aparecem como principais contrapontos a Braide na Câmara

  1. Sinceramente o povo gosta de sofrer pq.ainda elegem um cara desse pq p quem acompanha de perto Paulo Vitor na gestão passada era um dos vereadores mais faltosos e quanto a gestao de EDH ele se fazia de cego surdo e mudo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *