Projeto Saúde Mental leva serviços de saúde mental à população de baixa renda

A Rede Saúde Mental Para Todos busca democratizar o acesso à saúde mental.  Oferecemos o serviço de psicoterapia a valores reduzidos para a população de baixa renda ou para aqueles que tiveram sua renda reduzida devido à pandemia do coronavírus.

Entendemos que o Brasil é um país extremamente desigual, e que a maior parte dos brasileiros não poderia arcar com o valor total de uma consulta. Em nosso país, cobra-se em média R$ 247,49 por cada sessão de psicoterapia.

Frente a essa realidade, seguimos com uma pergunta: estamos construindo uma psicologia para quem?

Nossa Rede tem como princípio a emancipação de distintas identidades. Estamos atentos à pluralidade profissional em nossa equipe, para que, assim, sejamos capazes de abarcar a realidade e a multiplicidade de subjetividades brasileiras.

Buscamos construir uma rede capaz de enfrentar injustiças e violações de direitos de grupos marginalizados. Temos firme a posição de fazer com que nossa profissão chegue a pessoas que antes não pensavam ser possível terem espaço de fala e de cuidado consigo.

Como a Rede funciona? 

Hoje somos 50 psicólogas e psicólogos trabalhando através da Rede. Oferecemos vagas gratuitas, sociais e particulares.

No ano passado, mais de 1500 pessoas se inscreveram para serem atendidas pela Rede. Atualmente, 520 pessoas estão sendo atendidas – desses atendimentos, 64 são gratuitos, 454 são em valores sociais e 2 são particulares.

Para que a pessoa seja atendida por algum profissional da Rede, é necessário que ela se inscreva através do link que disponibilizamos no Instagram Saúde Mental para Todos.

Abrimos novas vagas uma vez por mês. Neste mês de janeiro branco, que é um mês simbólico que busca chamar atenção para a saúde mental, iremos abrir novas vagas no dia 25 e 26 de janeiro para pessoas que estão interessadas em iniciar o processo de psicoterapia em 2021.

Em tempos de pandemia, crise financeira e grandes vulnerabilidades emocionais, precisamos estar atentos à nossa saúde mental. É importante não esquecermos de olhar para nós mesmos. Psicoterapia não deve ser artigo de luxo. Cuidar de si é necessário.

E frisamos: fazemos um trabalho a valores sociais porque seguimos lutando pela saúde como direito universal. Portanto, onde houver sofrimento humano, buscaremos Saúde Mental para Todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *