Liderança de Weverton é sólida; Brandão e Lahesio ganharam pontos de Edivaldo e dos que não tinham candidato

Números da pesquisa Escutec divulgada ontem

Números da pesquisa Escutec de 31 de dezembro de 2021

Analisando os números da pesquisa Escutec divulgada no final de dezembro do ano passado e os números da pesquisa divulgada ontem temos um comparativo real e honesto da curva dos pré-candidatos ao governo pelos números do instituto.

Assim, vejamos. Na pesquisa de dezembro do ano passado, no cenário praticamente igual a este divulgado agora (exceto pela inclusão de Felipe Camarão, que pouco alterou pois teve apenas 1%), Weverton liderava com 23% das intenções de votos. Em seguida apareciam Carlos Brandão e Edivaldo Júnior com 14% cada. Roberto Rocha obteve 9%, Josimar de Maranhãozinho 3%, assim como Simplício Araújo. Lahésio veio em seguida com 2% .

Na nova pesquisa (MA 03951/2022), Weverton lidera com 22%, depois vem Brandão com 19%, Edivaldo Júnior, com 12%, o senador Roberto Rocha com 11%, Lahesio Bonfim 11%, Josimar de Maranhãozinho com 5%, Simplício Araújo com 2% e Ernilton Rodrigues não pontuou.

Assim, reparem que Weverton manteve praticamente o mesmo percentual de dezembro, em uma liderança consolidada.

Cresceram na pesquisa o vice-governador (5 pontos) e o prefeito de São Pedro dos Crentes (4 pontos). O primeiro pela gigantesca força empenhada pela máquina do governo do estado em seu favor nos últimos dois meses e o segundo pela consolidação de identidade entre o eleitorado bolsonarista raiz.

O senador Roberto Rocha cresceu 2 pontos. Dentro da margem de erro parece seguir razoavelmente no mesmo patamar. Serão necessários outros levantamentos para valiar.

Quem mais perdeu foi o ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, que estava rigorosamente empatado com Brandão com 14 pontos e caiu para 12. Apesar de também estar na margem de erro, é um caso para ter mais atenção pelos números de outros institutos e a pouca movimentação de Edivaldo no cenário, que não sugere uma nova rota de crescimento.

Onde os que cresceram mais ganharam foi no eleitorado que disse não ter candidato em dezembro. Na época, o nenhum deles era 17% e nesta pesquisa o percentual foi de 9%. Uma queda de 8 pontos percentuais. Ou seja, Laehsio cresceu provavelmente entre eleitores bolsonaristas que ainda não tinham identificado um candidato da causa e agora parecem o enxergar e Brandão teve aumento de votos entre os que poderiam estar estar esperando uma indicação mais clara do governador Flávio Dino ou da sua liderança política. Com esta indicação já totalmente consolidada, existe um risco de que a força política já utilizada já tenha dado o resultado e o teto de crescimento de Brandão esteja chegando ao fim.

Registro

A pesquisa Escutec divulgada ontem ouviu 2 mil eleitores ouvidos nos dias 17 a 22 de fevereiro. O registro da pesquisa está com o número MA 03951/2022. O intervalo de confiança é de 95% e a margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

A pesquisa Escutec divulgada 30 de dezembro de 2021 ouviu nos dias 27 a 29 de dezembro 1,4 mil pessoas em 66 municípios das cinco regiões do Maranhão. O intervalo de confiança é de 90% e a margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Vale frisar que não era necessário o registro na época de sua divulgação.

1 pensou em “Liderança de Weverton é sólida; Brandão e Lahesio ganharam pontos de Edivaldo e dos que não tinham candidato

  1. Tão preocupadinhos né a turma do ponto continuando… O foguete estagnou kkkkk não interessa de quem ganharam votos, quem não ganhou foi Weverton. Quando Brandão do sertão assumir aí a debandada vai ser maior.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.