Carlos Lula critica indicativo de classificação da covid como endemia

O secretário de Estado da Saúde do Maranhão, Carlos Lula, questionou a medida adotada pelo Governo Federal sobre a mudança de classificação da covid-19 de pandemia para endemia. O gestor usou sua conta no Twitter para alertar sobre a competência e os impactos da decisão.

“A mudança de classificação desta crise sanitária deve ser anunciada pelo órgão internacional competente, a Organização Mundial da Saúde @WHO, tal como fez em 2020 quando declarou existir uma pandemia”, tuitou Carlos Lula. E completou: “Para se ter uma ideia: entre 2008 e 2019, um período de dez ANOS, registramos pouco mais de 6 mil óbitos de dengue, chikungunya e zika, endemias conhecidas do brasileiro. Isso representa poucos DIAS do número de óbitos por COVID-19”.

De acordo com Carlos Lula, a “decisão do Governo Federal de rebaixar a pandemia da #Covid19 para endemia, decretos e portarias não mudam o comportamento de transmissão do vírus no país”, ponderou.

Carlos Lula ressaltou que fatores determinantes para o avanço no enfrentamento da covid-19. “Todo o avanço que tivemos até agora veio de medidas sanitárias efetivas como o uso de máscaras, vacinas, ampliação da capacidade da assistência ambulatorial e hospitalar e expertise adquirida por quem está há dois anos na linha de frente”, disse.

A classificação da Covid-19 como endemia, ao invés de pandemia foi criticada pelo gestor. “É mais um erro do Governo Federal estar discutindo isso neste momento. Nós queremos que a pandemia acabe sim, mas o fim dela não vai surgir de uma canetada”, avaliou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.