Petistas brandonistas divulgam nota reclamando da interferência de Dino no partido

Membros do Partido dos Trabalhadores (PT) do Maranhão, ligados ao Governador Carlos Brandão (PSB), estão insatisfeitos com o fato do ex-governador Flávio Dino (PSB) tentar monopolizar a imagem de Lula no Maranhão e tomar conta da pré-campanha do petista, como se fosse “dono” do ex-presidente.

Vale lembrar que Lula tem o apoio de diversos partidos a nível nacional, inclusive, o Solidariedade, que tem como pré-candidato a governador Simplício Araújo. Eles estiveram juntos em evento organizado pelo partido no último dia 03. Também estiveram com eles, o presidente do partido, Paulinho da Força, o ex-presidente Lula, o ex-governador Geraldo Alckmin e a presidente do PT, Gleisi Hoffmann.

O ex-presidente também já demonstrou inúmeras vezes que é amigo e apoiador do senador Weverton (PDT). Já fez diversos discursos e mantém ligação com o parlamentar, que é favorito para o Governo do Estado.

Os petistas também reclamam da imposição do nome do ex-secretário de Estado de Educação, Felipe Camarão, como pré-candidato a vice-governador na chapa de Brandão. Para eles, Felipe não é orgânico do partido e não houve dialogo para lançar o nome dele para a chapa majoritária.

Veja a nota na integra:

NOTA POLÍTICA DO MOVIMENTO PETISTAS DE BASE PETISTAS DE BASE RESISTEM E NÃO ACEITAM IMPOSIÇÃO

Mais uma vez a imposição domina o cenário do debate político no campo democrático de esquerda no Maranhão, acompanhamos com perplexidade a condução política do Ex-Governador Flavio Dino (PSB), referente a aliança com o PT do Maranhão, não respeitando o devido rito estatutário do nosso Partido e nem os anseios da militância petista, além de queimar a largada quando nomeou de forma sumaria com a conivência por parte de algumas tendências do PT, o seu ungido para o cargo de Vice-governador, agora quer ditar como será conduzido a campanha do Presidente Lula no Maranhão.

Compreendemos que os aliados devem ser tratados com respeito e de que a condução sobre a campanha do Presidente Lula, deve ser definida dentro da instância partidária, além do mais é importante frisar que o nobre e ex-governador é do PSB, portanto não faz parte da Federação PT, PCdoB e PV.

Além disso, a campanha do presidente Lula não pode ser encarada como exclusividade de ninguém, afinal existem outras pré-candidaturas postas como do PSOL com Enilton Rodrigues e do SOLIDARIEDADE com Simplício Araújo, que também estão inseridos no arco de aliança do PT Nacional, além do Senador Weverton Rocha do PDT, que já declarou apoio ao Presidente Lula publicamente.

Nesse sentido, é preciso entender que o centro da tática eleitoral do PT nacional é a eleição do Presidente Lula, e aqui no Maranhão as forças políticas que disputam o Governo do Estado e que apoiam Lula, não devem usar a prerrogativa de exclusividade para si, nesse sentido colocará o nosso candidato a presidente numa situação constrangedora, portanto, cabe ao PT conduzir de forma harmônica a condução da campanha de Lula no Estado do Maranhão, vale ressaltar que GTE Nacional ainda irá definir quem coordenará a campanha do Presidente Lula no Maranhão, que historicamente, sempre foi um Petista.

Queremos que haja aliança entre o PT e o PSB aqui no Estado, estamos dispostos a colaborar com a reeleição do Governador Carlos Brandão e com a eleição para o Senado do ex-governador Flavio Dino, mas, também, queremos participar desta aliança com respeito na qual merecemos, indicar um vice que tenha a cara do PT e que represente o projeto do PT. Nesse sentido o ex-governador Flávio Dino, o Governador Carlos Brandão e o PSB, devem definir o que é prioridade para eles, se é ganhar o Governo do Estado com apoio da Militância do PT ou perder a eleição.

Reconhecemos a liderança do Ex-Governador Flávio Dino, entretanto isso não lhe dá o direito de tomar para si, as decisões de caráter deliberativo da instância partidária do PT, isso significa dizer que nossa aliança não está condicionada a subserviência de seus desejos, entendemos que sua preocupação e foco devem estar concentrado na sua candidatura para o senado, bem como a candidatura de reeleição do Governador Carlos Brandão, não cabe ao Ex-governador escolher quem será o nome do PT na chapa majoritária na aliança com o PT e PSB, esse debate pertence ao PT Maranhão e sua militância.

Outro ponto que precisa ficar claro é que a decisão sobre a política de aliança e consequentemente nomes para o senado e para vice-governador na qual o PT vai apoiar, será definido no Encontro Estadual de Tática Eleitoral, a ser realizado nos dias 28 e 29 do decorrente mês. Portanto, a propaganda feita pelo ex-governador colocando Felipe Camarão como Vice no Card do Lançamento da Campanha de Lula no Maranhão se constitui uma afronta aos princípios democráticos do PT.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.