Depois de reforma, José Humberto começa a operar com metade da capacidade

Após 30 dias em reforma, o ferry José Humberto, vindo do Pará, começou a operar e fez sua primeira viagem com passageiros, mas com metade da capacidade.

O ferry pertence à empresa Nacon, do Pará, que, segundo as investigações do Ministério Público Estadual, acompanhadas pelo MPF, trabalha com balsas fluviais e não com ferrys para regiões de mar, com o é o caso de São Luís.

A embarcação José Humberto, inclusive, sempre operou em rio. Ela chegou a São Luís, vinda do Pará, no dia 31 de maio. Na época, foi anunciado nas redes sociais, pelo governador, agora licenciado, Carlos Brandão (PSB), como um ferry de ‘alto padrão’, mas, logo em seguida, as autoridades verificaram que o ferry não tinha condições de fazer a travessia entre São Luís e a região da baixada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.