Descartada presença da Varíola dos Macacos em São Luís

Secretário de saúde de São Luís, Joel Nunes: caso que era suspeito, não é varíola dos macacos

A Secretaria Municipal de Saúde (Semus) de São Luís informou por meio de nota que, conforme avaliação e diagnóstico do Ministério da Saúde, através do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs), foi descartada a presença de Monkeypox (Varíola dos Macacos) em São Luís, até o momento.

O resultado se deu após investigação da Vigilância Epidemiológica e Sanitária referente a um caso suspeito envolvendo uma criança de 5 anos, que recebeu atendimento médico do Município, seguindo em isolamento domiciliar até que fossem concluídos todos os procedimentos necessários para a identificação da patologia.

O uso de máscaras, o distanciamento e a higienização das mãos são formas de evitar o contágio pela varíola dos macacos.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) reforçou a adoção dessas medidas, frisando que elas também servem para proteger contra a Covid-19.

Recentemente, casos de infecção do vírus têm sido relatados em Portugal, Espanha, Inglaterra e Estados Unidos. Até pouco tempo, todos os casos fora da África eram casos importados de viajantes recentes à República Democrática do Congo ou à Nigéria. Os casos reportados em maio de 2022 são os primeiros casos autóctones, cuja via de transmissão ainda não se tem estabelecida ao certo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.