Brandão abre quase 25 milhões de créditos suplementares

O Governo do Estado, comandado pelo governador Carlos Brandão (PSB), publicou, na última quinta-feira (27), diversos decretos abrindo o Orçamento do Estado em favor de diversas unidades orçamentárias com créditos suplementares para secretarias e órgãos.

No Decreto Nº 37.807, de 21 de Julho de 2022, abre ao Orçamento do Estado crédito suplementar no valor de R$ 8.216.500,00 (oito milhões, duzentos e dezesseis mil e quinhentos reais), para, segundo o documento, reforço de dotações constantes da Lei Orçamentária vigente.

No acréscimo, estão recebendo valores a Secretaria de Estado da Saúde, a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Universidade Estadual do Maranhão, Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular, Fundação da Criança e do Adolescente do Estado do Maranhão, Secretaria de Estado da Agricultura Familiar, também receberão os valores.

Em outro Decreto Nº 37.808, abre ao Orçamento do Estado, em favor de Diversas Unidades Orçamentárias, crédito suplementar no valor de R$ 11.065.874,00 (onze milhões, sessenta e cinco mil, oitocentos e setenta e quatro reais), para reforço de dotações constantes da Lei Orçamentária vigente. Só a Secretaria de Estado da Infraestrutura receberá mais de 9 milhões.

No Decreto Nº 37.809, abre ao Orçamento do Estado, em favor de Diversas Unidades Orçamentárias, crédito suplementar no valor de R$ 5.681.071,00. A Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação e a Universidade Estadual do Maranhão receberão mais de 3 milhões e meio. Ao todo, serão quase 25 milhões de créditos suplementares.

1 pensou em “Brandão abre quase 25 milhões de créditos suplementares

  1. Maranhão de miséria e “miséria”

    O todo poderoso ex-governador do Maranhão Flávio Dino se arvora em ser o grande bem-feitor do Maranhão e “cunhar” antigos aliados de traidores e antigos adversários em pessoas do bem para o um “Maranhão que não parar”. Resta saber parar onde. Qual a verdadeira intenção para esse novo Maranhão, que diga de passagem, foi traído e vilipendiado pelo próprio Dino.
    E, realmente, de traição Flávio Dino entende. Traiu José Reinaldo Tavares, o seu pai intelectual que lhe garantiu um mandato de deputado federal, traiu Jackson Lago, a quem fazia juras de amor e traiu o povo maranhense com dois mandatos pífios de governador, em que deixou, o estado entre os piores do Brasil
    Os índices estão aí. O Maranhão é campeão de miséria. Famílias dependentes de programas socais do governo federal para decidir: ou almoça ou janta. Essa é a triste realidade da qual, o todo poderoso Dino, que até bem pouco culpava a família Sarney por essa miséria, agora é o “mísero” que tenta pintar um quadro a seu bel prazer e delírio de um novo Maranhão para enganar os incautos.
    E, vale ressaltar, que Dino, o professor e mandatário de vassalos, hoje abriga a “Casa Grande” e, de forma descarada e sem nenhum pudor, recebe a família Sarney, a quem dizia responsabilizava por toda a miséria do Maranhão, que “Ele” bradava “da família que se locupletava com saques ao erário público”.
    Será que Dino esqueceu que chamava Roseana Sarney, de Rosengana, e José Sarney, do velho oligarca. É muito cinismo. E, assim, vive o Maranhão de miséria e de miseráveis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.