Carlos Lula denuncia a falta de políticas para melhorar a vida do comerciante informal às margens BR do Maranhão

Durante live em sua rede social, nesta terça-feira (12), o pré-candidato a deputado estadual Carlos Lula denunciou as precárias condições dos comerciantes informais que vendem comida e artesanato às margens das estradas do Maranhão. O ex-secretário da Saúde lamentou que há mais de 40 anos, os ambulantes do entroncamento, na cidade de Itapecuru Mirim, são alvos da invisibilidade do poder público.

“Eu tenho essa lembrança de criança e parece que nunca mudou. São as mesmas barracas, sem a mesma estrutura, com muito lixo, muito sujo, muito feio. Ali tem um número enorme de possibilidades que poderia estar sendo criado com aquela estrutura”, destacou.

Milhares de veículos circulam na região que interliga o norte do Estado com as demais regiões. O trecho do entroncamento concentra dezenas de barracas de madeira ou palha e se tornou, ao longo de décadas, parada obrigatória de carros de passeio e caminhoneiros para lanches rápidos. Para Carlos Lula, a falta de estrutura do local mantém os comerciantes em situação de vulnerabilidade social.

“Tem um público que para ali o tempo todo, que consome aquilo ali, mas não se dá o mínimo que é a possibilidade de as pessoas estruturarem seus negócios. Dar estrutura adequada para o carro parar com segurança, para a pessoa comercializar seu produto com segurança, para ter banheiro, para ter eletricidade”, lamentou.

Para Carlos Lula, é necessária uma política que seja mais sensível às necessidades da população maranhense. “São coisas muitas vezes que não são engenhosas, mas que significam mudança real para a vida das pessoas. Se a política é capaz de fazer isso, ela é capaz de mudar minha cidade, meu local, eu quero dar oportunidade para as pessoas, eu quero promover justiça, promover igualdade”, concluiu.

1 pensou em “Carlos Lula denuncia a falta de políticas para melhorar a vida do comerciante informal às margens BR do Maranhão

  1. Eleger uma pessoa que não consegue nem explicar cadê o dinheiro dos respiradores so demonstra o quanto o maranhense gosta de viver no atraso. Vem ai mais 4 anos de mazelas pobreza e muita mídia falsa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.