Governo federal vai financiar 2 novos ferrys e um pier para o Maranhão

A travessia da Baía de São Marcos saindo da ilha de São Luís para a Baixada Maranhense é, sem dúvida, um dos símbolos do Maranhão.

Imensas balsas que levam milhares de pessoas, carros de passeio, vans e ambulâncias rumo ao continente encurtando um caminho que, se fosse terrestre, seria mais longa e cansativa.

No entanto, a lista de problemas só aumenta apesar das promessas de mudar toda essa realidade considerada, até então, um caos.

É rotineiro que, nos feriados, viagens extras sejam colocadas devido à procura.

Quem quiser vir da Baixada para São Luís ou quiser fazer o caminho contrário, sabia que poderia ir e comprar a passagem que conseguiria fazer a travessia.

Mas esta realidade mudou. Os usuários deste transporte não tem mais a facilidade do ir e vim quando assim precisar ou desejar.

Agora esta realidade deve finalmente mudar. Além de duas novas embarcações que serão construídas com financiamento garantido pelo Ministério da Infraestrutura, também há projeto aprovado de um píer.

Para o ano de 2022, o Ministério da Infraestrutura do Governo Federal tem liberado R$ 1 bilhão para investimentos na construção e reformas de embarcações e infraestrutura de transporte aquaviário no país.

De 15 projetos já aprovados, 3 são para o Maranhão, para a empresa Internacional Marítima, 2 para a construção de novas embarcações e 1 para a construção de um píer flutuante.

A informação do recurso liberado já foi publicada no Diário Oficial da União do dia 2 de maio e dá conta de um montante da ordem de R$ 50 milhões para a construção de dois super ferry boats a serem fabricados no Estaleiro Indústria Naval Catarinense (INC), com capacidade para 800 passageiros e 80 veículos, com prazo estipulado de 450 dias para a conclusão dos projetos.

O financiamento foi provado pelo Conselho Diretor do Fundo da Marinha Mercante, de onde se origina o recurso federal a ser utilizado pela empresa Internacional Marítima.

Além do financiamento para a fabricação das duas embarcações, já está aprovado também para 2022 a liberação do projeto de construção do píer flutuante.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.