Nova perseguição contra a promotora que denunciou caos no ferry

A promotora Lítia Cavalcanti foi novamente perseguida nesta quinta-feira (4/ago). Ela publicou em suas redes sociais que foi exonerada da Promotoria do Consumidor. A promotora foi a responsável pela denúncia contra o caos que tomou o ferry boat na Ilha.

A deputada estadual Thaiza Ortegal já havia denunciado a tentativa de perseguição contra Lítia.

Lítia que entrou com uma Ação Civil Pública na Vara de Interesses Difusos e Coletivos contra o estado do Maranhão e a MOB (Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos) pelo caos no ferry.

Lítia também denunciou nas suas redes que foram demitidos outros funcionários da área, restando apenas um servidor. O chefe de Lítia é o procurador-geral Eduardo Nicolau, que já declarou publicamente nas redes sociais sua admiração por Carlos Brandão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.