Atenção estudantes! amanhã tem “Aulão do ENEM”

aulao

Centenas de alunos estão participando dos “Aulões do ENEM”, a ação faz parte do Programa Pré-Universitário (PreUNI), uma iniciativa do Governo do Estado para garantir aos estudantes maranhenses de baixa renda a oportunidade de se preparar melhor para o Exame Nacional do Ensino Médio. As aulas acontecem sempre aos domingos, a partir das 8 horas da manhã, no Ginásio do Centro Experimental de Ensino Médio Colégio Maranhense Marcelino Champagnat (antigo Marista), no Centro.

Já aconteceram dois “Aulões”, no primeiro encontro os alunos tiveram a oportunidade de participar de uma mega revisão na área de Ciências Humanas, que englobou as disciplinas Filosofia, Sociologia, História e Geografia. No segundo “Aulão do ENEM” os alunos tiveram aulas da área das Ciências da Natureza e suas Tecnologias, que engloba as disciplinas Física, Química, Biologia.

No Aulão do ENEM de amanhã, no Colégio Marista, será trabalhada a área de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias com as disciplinas de Literatura, Gramática, Interpretação de Texto e Arte. Na Megarevisão que acontecerá na quadra do Centro Social e Educacional São José Operário serão contempladas as áreas: Linguagens, Ciências Humanas, Geopolítica e Biologia. Nos dois locais as aulas acontecem das 8h às 11h e das 13h às 16h.

PARCERIA

A Assembleia Legislativa e a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) assinaram Termo de Cooperação Técnica para a transmissão, via TV Assembleia, dos aulões presenciais do PreUNI. Durante todos os domingos em que as revisões acontecerão em São Luís, a TV Assembleia transmitirá ao vivo todas as aulas, a partir das 8h.

A transmissão inclui ainda tradução simultânea em Libras, o que garantirá a acessibilidade do conteúdo a todos os estudantes.

As aulas podem ser acompanhadas pelos canais da TV Assembleia (canal aberto digital 51.2 ou canal 17, na TVN) ou, ainda, pelo Portal www.al.ma.leg.br. Além disso, todo o conteúdo estará disponível posteriormente para download no site da Secti (www.secti.ma.gov.br).

Outra novidade para os estudantes é que, após as transmissões ao vivo, a TV Assembleia irá dividir cada aula por disciplina, que serão reexibidas durante a semana dentro da programação do canal, o que permitirá aos alunos revisar mais uma vez todo o conteúdo.

 

 

 

Ampla campanha educativa para motoristas e pedestres durante a Semana de Trânsito

Foto 2 - Detran - campanha no trânsitoCaminhadas, palestras em escolas, passeios ciclísticos, blitzen educativas e também fiscalizatórias. O Governo do Estado, em parceria com prefeituras e outras entidades, utilizou todas essas estratégias durante a semana para chamar a atenção da sociedade para as questões relacionadas ao trânsito.  As atividades, encerradas na sexta-feira (25), fizeram parte da Semana Nacional do Trânsito (SNT) no Maranhão.

O Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran) realizou, no período de 18 a 25,  uma série de ações educativas na capital e no interior do estado, abordando o tema “Seja você a mudança no trânsito”. O objetivo comum entre as ações foi incentivar boas práticas aos condutores e pedestres, conscientizando-os sobre a importância da valorização da vida e das leis de trânsito.

As atividades contaram com a participação de equipes do Detran-MA; Conselho Estadual de Trânsito (Cetran-MA); Secretarias de Estado de Saúde, Educação e de Segurança Pública; Polícias Militar do Maranhão e Rodoviária Federal; Corpo de Bombeiros; Maçonaria; Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT); Ciretrans;  entre outras entidades.

“A integração inédita de todas as entidades ligadas ao setor de trânsito, incluindo instituições públicas e a sociedade, sem dúvida, foi a maior conquista da Semana de Trânsito deste ano no Maranhão”, destaca o diretor geral do Detran-MA, Antonio Nunes. “Com essa multiplicação de esforços, potencializamos nossa missão cotidiana de preservar vidas”, acrescenta.

Ações educativas

Foto 3 - Detran - campanha no trânsitoA Semana Nacional de Trânsito teve início, na sexta-feira (18), com uma Caminhada pela Paz no Trânsito pelas ruas do Centro Histórico da capital. No mesmo fim de semana, o Detran realizou blitzen educativas em parceria com entidades e empresas ligadas ao trânsito em duas importantes avenidas de São Luís.

Equipes abordaram dezenas de condutores e entregaram panfletos educativos, ofereceram brindes e serviços emergenciais, como a troca de faróis queimados de carros e motocicletas que passavam pelo local. Durante o domingo (20), um passeio ciclístico reuniu cerca de 400 pessoas e na segunda-feira (21), foram realizadas palestras educativas em escolas da rede pública e privada da capital.

No interior do Estado, as ações de mobilização da Semana Nacional de Trânsito ficaram a cargo das 15 Circunscrições Estaduais de Trânsito (Ciretrans). Em Pedreiras, São João dos Patos, Timon, Pastos Bons, Nova Iorque, Sucupira, Passagem Franca, Paraibano, Barão de Grajaú, Imperatriz, Açailândia, Balsas, as equipes das Ciretrans, com apoio das prefeituras, promoveram palestras educativas em escolas, caminhadas, passeios ciclísticos, distribuíram panfletos e inúmeras atividades com intuito de conscientizar a população sobre a importância de um trânsito seguro e responsável.

Incentivo aos motociclistas

A Semana Nacional de Trânsito, também, foi marcada pela conquista de novos benefícios a quem utiliza motos para trabalhar. Na quinta-feira (24), Dia do Mototaxista, o Governo do Estado, por meio do Detran, assinou um contrato de cooperação técnica com o Sest/Senat, para a realização de novas turmas do curso de capacitação obrigatória para mototaxistas e motofretistas.

Serão oferecidas 1000 vagas gratuitas para o curso, distribuídas entre motociclistas profissionais de São Luís, Pinheiro, Caxias, Santa Inês, Balsas, Presidente Dutra, Grajaú e Chapadinha. Por meio da UemaNET, as aulas do curso serão gravadas e distribuídas via internet. Também foi assinado um convênio entre o Detran-MA e os Centros de Formação de Condutores, concedendo descontos de 25 a 50% nos cursos teóricos e práticos para obtenção da CNH para mototaxistas sindicalizados.

A Semana Nacional do Trânsito 2015 no Maranhão foi encerrada na sexta-feira (25), com uma blitz educativa na BR-135, entrada de São Luís, e com uma palestra educativa ministrada aos servidores do Detran-MA, na sede do órgão na capital.

Governo tem combatido o histórico problema do analfabetismo no Maranhão

educacaoPara superar os índices de analfabetismo e baixo aprendizado no Maranhão, o Governo do Estado deu início desde o mês de janeiro a uma série de ações articuladas pela Secretaria de Estado da Educação. Investimentos realizados para a correção da distorção do fluxo escolar, aplicação do método “Sim, eu posso” e implementação do Plano Brasil Alfabetizado fazem parte do novo dia-a-dia do sistema educacional do Estado.

Os problemas históricos da educação estadual são enfrentados desde o primeiro dia de governo, com investimentos destinados desde a Educação Infantil até o Ensino Superior e Técnico, com a formação de professores, criação dos programas ‘Escola Digna’ e do ‘Mais Bolsa Família Escola’, que criam condições para reverter os índices alarmantes encontrados pela atual gestão.

O ‘Mais Bolsa Família Escola’, por exemplo, é um benefício voltado para a compra de material de uso escolar, que atenderá 1.476.000 alunos com idade entre 04 e 17 anos, o que significa aplicação de R$ 72 milhões, por ano, feitos pelo Governo do Estado com recursos próprios.

Serão investidos mais de R$ 600 milhões na construção e reforma de escolas em todo o Maranhão, no que é o maior programa estrutural educacional da história do Estado. O programa ‘Escola Digna’ destinará esse orçamento para substituir as escolas de taipa por prédios de alvenaria, nos municípios com menor IDH do estado.

Alfabetizar: “Sim, eu posso”

Com o Programa ‘Sim eu Posso’, o Governo investe R$ 15 milhões em organização de turmas e formação de alfabetizadores para reduzir o analfabetismo entre jovens, adultos e idosos nos municípios com o menor IDH do Maranhão.

O programa tem como meta alfabetizar mais de 15 mil pessoas em oito municípios que apresentam baixo Índice de Desenvolvimento Humano do estado. A Secretaria de Educação já atua nos municípios de Jenipapo dosVieiras, Itaipava do Grajaú, Aldeias Altas, Água Doce do Maranhão, Governador Newton Belo, Santana do Maranhão, São João do Caru e São Raimundo do Doca Bezerra.

Programa Brasil Alfabetizado

O Programa Brasil Alfabetizado (PBA) tem como meta reduzir o índice de analfabetismo entre jovens, adultos e idosos no Maranhão. Em plena atuação, o PBA está presente em 106 municípios do estado, atendendo 45 mil alunos, com 5.900 turmas comandadas por mais de 5 mil alfabetizadores.

Através de atividades pedagógicas, dos investimentos em formação inicial e continuada para os alfabetizadores e da matrícula dos alunos nas turmas de Educação de Jovens e Adultos (EJA), o Programa receberá investimento de mais de R$ 43 milhões, do Governo Federal e Estadual para fortalecer as políticas de alfabetização de Jovens e Adultos no Maranhão.

Correção idade/série

No Maranhão, 25% dos estudantes, apresentam distorção idade/série, de até dois anos. São crianças que deveriam cursar a série específica para a sua idade, mas que ainda estão em séries anteriores. A meta do Governo do Estado é garantir a alfabetização de alunos que não conseguiram se alfabetizar na idade correta.

Com o ‘Programa Alfabetiza Maranhão’, o Governo do Estado leva assessoria técnica a professores e coordenadores em Educação dos municípios maranhenses. Na primeira etapa, 223 professores participam de formação continuada específica para práticas de leitura, escrita e Matemática, beneficiando estudantes em 57 municípios.

O Estado também atua em parceria com o Governo Federal no Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC), com formação de professores de escolas estaduais. A Secretaria de Educação encaminhou orientações para as escolas, no início do ano letivo, para que professores com experiência em alfabetização assumam as turmas dos três primeiros anos do ensino fundamental.

Política maranhense em notas

Zé Reinaldo e Flávio Dino

flaviozereinaldoQuem tem visitado constantemente o governador Flávio Dino no horário da quentinha é o ex-governador e hoje deputado federal Zé Reinaldo Tavares (PSB). Nesta sexta-feira (10), Zé Reinaldo teve mais uma longa conversa com o governador falando sobre política e conjuntura administrativa. Depois da reunião, o deputado federal viajou para cumprir agenda em Imperatriz.

Nagib Haickel: o salvador

nagibhaickelO ex-secretário estadual de esportes, Joaquim Nagib Haickel, esteve na última quarta-feira (8) na Assembleia Legislativa e passou mal, sendo levado ao hospital UDI às pressas. Felizmente, já está recuperado. Mas um episódio quase passa despercebido. Nagib falou com o pai do prefeito de São Luís, deputado Edivaldo Holanda, e garantiu a Holandão que “salvava” o mandato de Edivaldo filho em três meses se o colocassem na secretaria de Governo. Cuidado Lula Fylho!

Mirante esconde o governador

A TV Mirante, sem poder esconder as ações do governo do estado, tem se especializado em “esconder” o governador. Na pauta de anúncio de 160 mil casas do Minha Casa Minha Vida, com a presença do ministro Gilberto Kassab, a reportagem da Mirante fez de tudo para focar somente no ministro e a repórter inclusive tirou o microfone quando Flávio começou a falar. Mesmo podendo tirar as falas e imagens na edição, é como se dissessem: “estou de castigando”!

Como esperado, PSDB na disputa em São Luís

psdbCom cinco nomes relativamente bem posicionados na disputa e a candidatura a presidente de Aécio Neves, não se poderia imaginar que o PSDB ficaria de fora da disputa em São Luís. Com a garantia do presidente Carlos Brandão de que o partido terá candidato próprio em São Luís, os tucanos agora passarão por uma disputa interna intensa. João Castelo, Neto Evangelista, Pinto Itamaraty, Luís Fernando Silva e Sérgio Frota estão de olho na disputa. Mesmo sendo nome com melhor potencial, Luís Fernando não deverá trocar o certo pelo duvidoso e ser candidato em São José de Ribamar. Com melhor percentual na pesquisa quantitativa, Castelo larga na frente, mas a margem para queda principalmente por sua administração entre 2008 e 2012 o tornam um candidato muito frágil.

Andrea “justifica” barbárie

Ainda que a segurança pública estivesse uma tragédia, nada justifica o nível bárbaro de pessoas agredirem até a morte uma pessoa e expor em praça pública o culpado e condenado à morte como troféu. As pessoas que fizeram são assassinos, crime muito pior do que assalto. E a deputada Andrea Murad ainda acha que a insegurança da população “justifica” a Lei de Talião, afirmando que isso aconteceu pela “revolta” com a insegurança. Quem comete crime não pode estar “revoltado” com crimes e tentar achar qualquer justificativa para a vergonha que o Maranhão passou por ato de um grupo de criminosos é negar o estado democrático de direitos. Se existe justificativa para “Justiça” à margem da Lei, as pessoas podem invadirem gabinetes ou casas e cometer atrocidades contra políticos que consideram corruptos. Não é o caminho para criminosos de colarinho branco, então, também não é para o pobre e negro.

Sensacionalista mostra “reação” a assaltante branco

sensacionalistaO site Sensacionalista, que faz sucesso no país com sátiras ao noticiário, publicou “notícia” em que assaltante branco ao ser amarrado por lojista foi confundido com ativista do Greenpeace e ainda arrancou aplausos e deu autógrafos aos transeuntes. A piada mostra uma situação que certamente aconteceria a um assaltante branco e bem vestido. Confira o link.

Prefeitura garante continuidade de estudos a pacientes em tratamento de hemodiálise

9767_projeto_abcnefro_260615_foto_fabriciocunha_71Uma parceria entre a Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed) e o Hospital Universitário Presidente Dutra, da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), possibilita a pacientes em tratamento de hemodiálise a oportunidade de avançar nos estudos. Jovens, adultos e idosos que ainda não são alfabetizados ou não concluíram o Ensino Fundamental recebem aulas por meio do projeto ABC Nefro. Na última semana, 21 alunos-pacientes concluíram as aulas do primeiro semestre letivo de 2015, realizadas durante as sessões de hemodiálise, em dias alternados.

Embora já aconteça em outros estados brasileiros para turmas de crianças e adolescentes, a iniciativa é pioneira no Brasil para a área de Educação de Jovens e Adultos (EJA). O projeto iniciou em 2013, quando foi formalizada a parceria entre a Prefeitura de São Luís e o Hospital Universitário Presidente Dutra. A iniciativa contribui para universalizar o acesso à Educação e erradicar o analfabetismo na cidade de São Luís – ambas metas previstas no Plano Municipal de Educação (PME) e que já norteiam a política do prefeito Edivaldo para a área educacional.

“Nossos educadores têm trabalhado para garantir um ensino de qualidade aos seus estudantes, mesmo em situações difíceis, como é o caso de um tratamento de saúde prolongado. Agradecemos imensamente o cuidado e o carinho desses professores, cujo trabalho ajuda a promover cidadania, inclusão social e qualidade de vida a cada um que se beneficia dessa iniciativa”, disse o secretário municipal de Educação, Geraldo Castro Sobrinho.

A assistente social Gisele Silva Pereira, coordenadora do projeto ABC Nefro junto ao Hospital Universitário Presidente Dutra, contou que a ideia de promover a escolarização dos pacientes em tratamento já era um anseio antigo da equipe. “Só não sabíamos como iríamos viabilizar isso. Foi então que surgiu a ideia de criarmos a Classe Hospitalar ABC Nefro, trazendo para dentro das salas de hemodiálise professores capacitados”, explicou.

O projeto também ajuda no sucesso do tratamento médico dos pacientes.”Os pacientes vão para casa com receita e medicamentos e, se não têm o domínio da leitura e da escrita, terão dificuldades de reconhecer os nomes dos remédios, os horários e a dosagem certa de casa um”, pontuou Nilsen Maria de Almeida Costa, uma das educadoras da Semed que atua no projeto.

AULAS
A Prefeitura de São Luís fornece material didático e disponibiliza professores da rede municipal para o atendimento nos turnos matutino e vespertino. Para desenvolver o projeto, os educadores que atuam no ABC Nefro participaram de formação, realizada pelo Hospital Universitário, para entender a patologia das doenças renais e as condições físicas e emocionais dos pacientes em tratamento.

O atendimento pedagógico é individualizado, valorizando as experiências familiares, de trabalho e os anseios dos alunos-pacientes em relação à leitura e escrita. As aulas acontecem durante as sessões de hemodiálise, respeitando as condições de saúde e de bem-estar dos estudantes. A alfabetização é centrada no universo vocabular dos alunos, sistematizando suas experiências e buscando ampliar a visão de mundo.

Em meio à polêmica de “gênero”, Plano Municipal de Educação é aprovado

plenariocamaraO Plano Municipal de Educação de São Luís foi aprovado pela Câmara Municipal em meio a muita polêmica sobre a discussão sobre gênero, diversidade e orientação sexual. Movimentos religiosos lotaram a galeria da Casa para pressionar sobre a não colocação de termos sobre diversidade sexual no Plano.

O vereador Honorato Fernandes (PT) foi o único favorável à discussão da política da diversidade sexual. Principal representante da bancada católica na Casa, o vereador José Joaquim (PSDB) fez longo discurso sobre família e ordenamento natural para que não contivesse os termos do Plano. Assim, foi aprovado o Plano de São Luís no último dia do prazo. Votaram contra o Plano apenas os vereadores Fábio Câmara (PMDB) e Rose Sales (PP).

Só que o Plano já não continha os termos pelo que foi enviado pelo Executivo. No texto inicial, por um equívoco do “Control C – Control V, acabou sendo enviado, mas depois foi mandado corrigido.

Vale ressaltar que se não fosse aprovado nesta quarta-feira (24), e o município estaria sujeito à multa e punições com restrições até para capitanear recursos para a Educação.

Flávio Dino anuncia recuperação de 16 km de ruas em Caxias

Em Caxias, Flávio Dino anuncia recuperação de 16 km de ruasO governador Flávio Dino lançou o Programa ‘Mais Asfalto’ na cidade de Caxias, localizada na Região Leste Maranhense, na manhã deste sábado (23) e anunciou vários investimentos na saúde, educação e segurança para a cidade. Serão 16 km de ruas asfaltadas no município com mais de dez bairros beneficiados por meio do programa estadual.

Durante a visita ao município, Flávio Dino agradeceu o apoio do povo de Caxias. “Tenho compromisso com esta cidade e na minha equipe de governo tem muito caxiense que conhece a realidade do município. Com relação ao asfalto, as obras representam um avanço na melhoria da qualidade de vida da população”, afirmou o governador.

O secretário de Infraestrutura, Clayton Noleto, fez questão de compartilhar com os caxienses a forma de trabalho adotada pelo governo Flávio Dino. “Este governo é diferente. Nosso lema é primeiro a gente faz, depois a gente mostra. As novas ruas asfaltadas são apenas o primeiro de muitos benefícios”, disse o secretário.

O prefeito no município, Leo Coutinho, destacou a importância da parceria com o Governo para o desenvolvimento do município. “Estou feliz por ver que este governo é realmente diferente. Só tenho a agradecer a atenção dada a Caxias que antes estava no esquecimento”, comemorou o prefeito.

Estiveram presentes no evento em Caxias, o secretário de Articulação Política e Assuntos Estratégicos, Marcio Jerry; o secretário de Comunicação, Robson Paz; o presidente da Assembleia Legislativa, Humberto Coutinho; o vice-prefeito, Zé Maria, e a secretária de Estado da Educação, Áurea Prazeres.

Caxias vai receber recursos para a Saúde

O governador anunciou durante a cerimônia de lançamento do ‘Mais Asfalto’ o repasse de verba para pagamentos de dívidas antigas nas unidades de saúde, intervenção na maternidade Carmosina Coutinho, contratação de profissionais (médicos, enfermeiros e fisioterapeutas), compra de equipamentos para a UTI da maternidade, e a liberação de emenda para a compra de 12 ambulâncias que serão entregues no prazo de 90 dias. “Voltarei a Caxias para entregar as ambulâncias e comemorar o novo momento na saúde que o município, que era abandonado, viverá merecidamente”, afirmou o governador.

E também para a Educação

Na presença da secretária de Educação, Áurea Prazeres, o governador anunciou reformas e manutenção de escolas do Ensino Médio; “Precisamos valorizar o educador, e uma das medidas foi a concessão do aumento de uma vez em janeiro, e já fizemos doze mil progressões salariais”, disse Dino.

E Segurança

Para a área de Segurança, Flávio Dino disse que construirá um Instituto de Criminalística para o município para agilizar diversos processos. “Caxias está crescendo e necessita de um Icrim. Vocês podem confiar no nosso governo, na nossa atitude e determinação de fazer muito mais”, finalizou.

Texto final do Plano Municipal de Educação será aprovado dia 27

educaçãoDurante a realização colóquio para a conclusão do Plano Municipal de Educação de São Luís (PME) foi assegurada por ampla maioria de votos a data de 27 de maio para aprovação do texto final do documento. Os representantes do Fórum também garantiram a realização da Conferência Municipal de Educação em 2016.

Na condição de coordenador do Fórum Municipal de Educação, o secretário municipal de Educação, Geraldo Castro Sobrinho, conduziu a reunião e dialogou sobre a importância dos debates já realizados acerca do documento, que fixa metas e estratégias para a educação de São Luís por um período de dez anos. “O Plano Municipal de Educação foi construído a partir de um processo democrático. Assim, é imprescindível que ele seja concluído a partir de um processo de igual representatividade, garantindo a sua legitimação plena”, disse Geraldo Castro.

CONTRIBUIÇÕES

Visando garantir a máxima representatividade e consolidar o processo democrático de construção do PME, o documento permanecerá disponível para consulta no site da Prefeitura de São Luís até a data de realização do Colóquio. As últimas contribuições poderão ser enviadas para o e-mail [email protected], até às 18h do dia 25 de maio.

As sugestões recebidas por via eletrônica até esta data serão sistematizadas pela comissão executiva do Fórum e submetidas a votação durante o evento. O documento final será encaminhado para a Câmara de Vereadores de São Luís para votação e, posteriormente, para sanção do prefeito Edivaldo Holanda Júnior.

Após a conclusão da versão preliminar do PME, em março de 2014, o documento foi disponibilizado para consulta pública. O objetivo era permitir que o máximo de instituições somasse suas contribuições. Após esta etapa, foi feita a revisão do material, já com a adição das novas contribuições e a adequação necessária aos planos Estadual e Nacional de Educação. O processo, que levou cerca de dois meses, foi concluído por meio de reuniões sistemáticas realizadas na creche Maria de Jesus Carvalho (Camboa).

Na última segunda-feira (18), a conclusão da revisão do PME foi oficializada durante o seminário “A importância do Plano Municipal de Educação na construção da política educacional de qualidade social”. O evento foi realizado no auditório Fernando Falcão da Assembleia Legislativa do Maranhão (Alema), reunindo representantes do poder público e da sociedade civil e contou também com a presença do coordenador do Fórum Nacional de Educação (FNE), Heleno Manoel Gomes de Araújo Filho.

Imagem do Dia: a nova escola dos municípios mais pobres do Maranhão

O Blog teve acesso aos projetos do programa Escola Digna. Este é um modelo de como será a escola de seis salas para atender às demandas dos municípios mais pobres do estado e pôr fim às escolas de taipa que envergonham o Maranhão. O governador Flávio Dino apresentou o projeto Escola Digna nesta quinta-feira (21).

Educação de combate à violência e às drogas nas escolas de São Luís

proerdPrefeitura de São Luís e o Governo do Maranhão iniciaram as atividades do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) em escolas da zona rural de São Luís. Desenvolvido a partir da ação conjunta da Polícia Militar com estudantes e suas famílias, o Proerd tem o objetivo de prevenir o uso de drogas e a violência entre os estudantes, bem como ajudá-los a reconhecer pressões e influências diárias que contribuem para essas condições.

Em março deste ano, uma parceria entre a Prefeitura de São Luís, o governo do Estado e o Consórcio Alumar possibilitou a aquisição da viatura utilizada nas ações do programa. As atividades do Proerd deverão beneficiar cerca de oito mil estudantes de 36 escolas da zona rural de São Luís.

“A luta contra a violência e as drogas no Município de São Luís passa necessariamente por mecanismos de conscientização das nossas crianças e adolescentes. Este programa representa mais um instrumento de integração entre o ambiente escolar e os pais dos nossos estudantes, na medida em que considera a família como o ambiente principal de conscientização e prevenção. Em nome do prefeito Edivaldo, agradeço a parceria do governo do Estado e do consórcio Alumar, que possibilitaram o início dessas atividades”, afirmou o secretário municipal de Educação, Geraldo Castro Sobrinho.

Na Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Arthur Azevedo, localizada na comunidade de Pedrinhas, a sargento Valdirene Campos Lima, o cabo José de Arimatéria Melônio e o soldado Carlos Maia conduziram as atividades com os estudantes do 5º ano do Ensino Fundamental, que acontecerão todas as quartas-feiras, no período vespertino.

O material didático utilizado é um livro específico do programa, que é trabalhado em sala de aula em forma de estudos, pesquisas individuais e em grupo, palestras e momentos de esclarecimento das dúvidas das crianças e adolescentes.

O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência é a adaptação brasileira do programa norte-americano Drug Abuse Resistence Education (Dare), surgido em 1983. No Brasil, o programa foi implantado em 1992, pela Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, e hoje é adotado em todo o Brasil. No Maranhão, o foco são estudantes do 5º ano do Ensino Fundamental.