Rose Sales bloqueia entrada da Funac e é duramente criticada nas redes sociais

Blog da Silvia Tereza

O secretário estadual de Direitos Humanos, Chico Gonçalves, denunciou no Facebook que um grupo liderado pela ex-vereadora Rose Sales bloqueou a entrada de uma unidade da Funac, em São Luís, na tentativa de impedir a passagem de funcionários, materiais e alimentos para os adolescentes que cumprem pena sócio-educativa.

“Livre manifestação transforma-se assim em violação de direitos”, criticou o secretário em sua página. As reações foram muitas e vários internautas também condenaram a atitude de Rose Sales.

Rose tenta impedir a instalação da unidade socioeducativa na Aurora. Uma lamentável violação dos direitos da criança e do adolescente.

Eliziane começa com o jogo sujo eleitoral nas redes sociais

Blog do Garrone – Ao contrário do que tem afirmado que fará uma disputa eleitoral de “jogo limpo”, a aliada do ex-prefeito João Castelo e candidata do PPS, Eliziane Gama, tem usado as redes sociais na tentativa de difamar e atingir o prefeito Edivaldo Júnior, candidato a reeleição pelo PDT.

eliziane 2Até agora foram feitas duas tentativas de falar inverdades contra Edivaldo. A primeira quando Eliziane Gama postou nas redes sociais um ônibus dentro de um buraco aberto em plena via pública, no bairro do Cohajap. Quando na verdade tratava-se de uma obra de responsabilidade da CAEMA.

Desta vez voltou a menti de com força, mais uma vez de forma irresponsável, quando afirma em um dos seus posts desta quarta-feira (10), que São Luís seria a segunda capital menos transparente do Brasil.

“Em quatro anos teremos uma Prefeitura moderna e informatizada. São Luís é a segunda capital menos transparente do Brasil, e isso é muito sério”, escreveu Eliziane. Mas segundo o Ministério Público Federal, São Luís ocupa a 17ª no ranking do Brasil.

eliziane 1Já no ranking mais recente, feito em conjunto por Controladoria Geral da União, Tribunal de Contas da União, Tribunal de Contas do Estado e Ministério Público Estadual, a capital maranhense aparece na 7ª posição e tendo a 2ª melhor nota, com 9,5.

Pelo visto a candidata aprendeu muito bem a fazer “política” com a ex-governadora Roseana Sarney e o ex-prefeito de São Luís, João Castelo. Cuidado irmãzinha que a Justiça Eleitoral está de olho e “pega na mentira”. Ressalta-se que os eleitores não toleram mais esse tipo de politicagem. Vale o alerta para que não tenhamos mais uma eleição municipal pautada na mentira e sem conteúdo.

Roberto Rocha não aguenta críticas e reage xingando eleitor: “vagabundo e safado é você”

robertorochaLidar com as redes sociais não é fácil para pessoas públicas. O senador Roberto Rocha (PSB-MA) sofreu uma “enxurrada” de críticas nas redes sociais por ter votado contra a prisão do senador Delcídio do Amaral (PT-MS), líder do governo Dilma Rousseff no Senado, detido, na manhã desta quarta-feira (25), sob acusação do Ministério Público Federal de tentar atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato, que apura desvios de recursos da Petrobras.

O senador não aguentou mais as críticas e ao ser chamado de vagabundo e safado acusado de “mamar” nas tetas do governo por um internauta, reagiu. Vagabundo e safado é você, que defende a volta da ditadura militar. Diferente de você, estou defendendo a CF e a instituição”.

Chamou atenção o voto de Roberto ter contrariado a orientação do próprio partido. Ao xingar o eleitor, Roberto tentou explicar o voto. Veja:

IMG-20151126-WA0032 (1)IMG-20151126-WA0031 (1)

II Encontro de Mídias Alternativas do Maranhão acontece em dezembro

Barao-logo

A cidade de São Luis vai sediar no dia 4 de dezembro o 2º Encontro Estadual de Mídias Alternativas. O evento é promovido pelo Centro de Estudos de Mídia Alternativa Barão de Itararé.

O objetivo é reunir os cidadãos em geral para discutir a democratização da comunicação, bem como seus impactos nos vários setores da sociedade, em defesa da ampliação da democracia no Brasil. Participarão do encontro, comunicadores digitais (acadêmicos de comunicação, jornalistas, blogueiros, tuiteiros, leitores de blogs, ativistas de redes sociais e radialistas).

O Centro de Estudos de Mídia Alternativa Barão de Itararé vem desenvolvendo a cada ano encontros estaduais e nacionais (além de atividades específicas), buscando difundir conhecimento, envolver a sociedade no debate e despertar a reflexão em relação a um tema, que está previsto na nossa Constituição Federal, porém, vem sofrendo distorções em relação ao seu conteúdo.

Paulo Henrique Amorim será um dos palestrantes

O evento será realizado no dia 4 de dezembro em São Luis e contará, além de outras personalidades, com a presença do jornalista Paulo Henrique Amorim que fará o lançamento do seu livro “O Quarto Poder”.

Inscrições gratuitas

As inscrições já podem ser feitas através do e-mail:[email protected], haverá entrega de certificados (vale 8h de AACs)

Contato para a imprensa:

O organizador do evento no Maranhão é o jornalista Jonatas Carlos que é membro da Comissão Nacional de Blogueiros e Ativistas Digitais. O contato com o mesmo pode ser feito pelos telefones 98-99616 3741 * 99 98205 0236 e pelo emal: [email protected]

Interatividade: 90% dos vereadores de SL estão nas redes sociais

Vereadores se rendem à Internet como forma de comunicação direta com o eleitor

Vereadores se rendem à Internet como forma de comunicação direta com o eleitor

A Câmara de São Luís é comumente criticada pelo atraso e ter parlamentares de mais idade pouco afeitos às novas tecnologias. Mas nesta legislatura, eles entraram de vez nas redes sociais e mais de 90% dos parlamentares usam as plataformas de comunicação.

Ele estão no instagram, whatsapp, facebook e twitter e recebem críticas e sugestões enviadas diariamente pelos internautas. Dos 31 vereadores, 28 possuem perfis em redes sociais visando uma aproximação com seus eleitores. No entanto, poucos utilizam essas ferramentas com frequência.

A líder do PMN na Casa, a vereadora Babara Soeiro, considera a internet uma ferramenta satisfatória, embora acredite que muitos parlamentares ainda não a utilizam de maneira adequada. “A cada dia, temos um percentual maior de eleitores que usam a internet para se informar. Tenho whatsapp e um perfil no facebook. Há uma diferença entre essas duas formas de mídia, mas busco responder sempre aos meus eleitores, especialmente quando as mensagens tratam de temas relacionados ao mandato”, informou.

“Eu não era um fã desse tipo de ferramenta. Prefiro a política corpo a corpo, olhando no olho das pessoas e ouvindo as opiniões delas próprias. Foi assim na campanha. Mas, acho que no mandato tem que ser diferente, temos que prestar conta todo dia. E as redes sociais cumprem esse papel”,  declarou o vereador Fábio Câmara (PMDB), que possui uma página no facebook com quase 13 mil seguidores.

A vereadora Rose Sales (PCdoB), também é adepta desses canais de interação e considera que as novas tecnologias fortalecerão a participação popular na tomada de decisões. Por meio de sua assessoria, a parlamentar comunista afirmou que deverá intensificar o uso das redes sociais, mas não pretende abrir mão do contato presencial com os eleitores. “Ela pretende explorar esses instrumentos para dizer o que faz na Câmara, e para tentar qualificar o debate”, relatou um dos integrantes da assessoria da parlamentar.

Entre os parlamentares que constantemente divulgam suas atividades nas redes, estão Ivaldo Rodrigues (PDT), Professor Lisboa (PCdoB), Francisco Chaguinhas (PSB), Rose Sales (PCdoB), Fabio Câmara (PMDB), Sebastião Albuquerque (DEM), Marquinhos (PRP), Osmar Filho (PSB), Ricardo Diniz (PHS), Manoel Rego (PTdoB), Roberto Rocha Júnior (PSB), Pedro Lucas (PTB), Honorato (PT) e Beto Castro (PRTB).

Os que possuem perfis, mas não usam com frequência são: Luciana Mendes (PTdoB), Nato Sena (PRP), Chico Carvalho (PSL), Barbara Soeiro (PMN), Marlon Garcia (PTdoB), Armando Costa (PSDC), Paulo Luiz (PRB), Gutemberg (PSDB), Astro de Ogum (PMN), Pereirinha (PSL), Josué Pinheiro (PSDC), Edimilson Jansen (PTC), Pavão Filho (PDT) e Estevão Aragão (SD).

Apenas três vereadores continuam ‘off-line’: Edimar Gomes (PSDB), José Joaquim (PSDB) e Barbosa Lages (PDT).

O Brasil tem o segundo maior número de usuários no mundo no Twitter e Facebook, só perdendo para os Estados Unidos.

ONLINE

Ivaldo Rodrigues (PDT)

Professor Lisboa (PCdoB)

Francisco Chaguinhas (PRP)

Rose Sales (PCdoB)

Fabio Câmara (PMDB)

Sebastião Albuquerque (DEM)

Marquinhos (PRP)

Osmar Filho (PSB)

Ricardo Diniz (PHS)

Manoel Rego (PTdoB)

Roberto Rocha Júnior (PSB)

Pedro Lucas (PTB)

Honorato (PT)

Beto Castro (PRTB)

Luciana Mendes (PTdoB)

Nato Sena (PRP)

Estevão Aragão (SD)

Chico Carvalho (PSL)

Barbara Soeiro (PMN)

Marlon Garcia (PTdoB)

Armando Costa (PSDC)

Paulo Luiz (PRB)

Gutemberg (PSDB)

Astro de Ogum (PMN)

Pereirinha (PSL)

Josué Pinheiro (PSDC)

Edimilson Jansen (PTC)

Pavão Filho (PDT)

 OFF-LINE

José Joaquim (PSDB)

Barbosa Lages (PDT)

Edimar Gomes (PSDB)

Secretários devem divulgar membros do 2º escalão nas redes sociais

Flávio Dino divulgou todos os auxiliares diretos pelas redes sociais

Flávio Dino divulgou todos os auxiliares diretos pelas redes sociais

O governador eleito, Flávio Dino (PCdoB), encerrou nesta segunda-feira (24) a divulgação dos nomes dos membros do primeiro escalão de sue governo. Os nomes do segundo escalão, também muito aguardados, serão divulgados pelos próprios secretários estaduais, por meio das redes sociais, a exemplo do que fez o governador eleito.

 

O governador elegeu as redes sociais para a divulgação de seu secretariado porque, segundo ele, é a forma de tornar público diretamente à sociedade quem tomará conta do patrimônio púbico. E Flávio deu aos auxiliares a missão de divulgar da mesma forma com o espírito de contato direto com a população e publicidade de quem nomes que cuidarão de cada setor da administração pública.

 

Flávio Dino fará novos anúncios de secretários somente na próxima semana

flaviodinoO governador eleito Flávio Dino (PCdoB) não fará mais nenhum anúncio de novo secretário de estado nesta semana. Dois nomes já definidos serão anunciados apenas na próxima segunda-feira (27).

Flávio tem mantido trancado a sete chaves os nomes dos secretários que define, preferindo a divulgação com menor intervalo de tempo entre a batido do martelo e o anúncio. Também para evitar vazamentos e privilégio a este ou aquele meio de comunicação, o próprio governador divulga seu secretariado por meio de suas redes sociais (Twitter e Facebook).

Até agora, já foram divulgados os secretários Marcelo Tavares (Casa Civil), Márcio Jerry (Articulação Política), Rodrigo Maia (procurador-geral), Clayton Noleto (Infraestrutura), Rodrigo Lago (Transparência) e Ted Lago como presidente da Emap.

Velozes e furiosos

Por Carlos Eduardo Lula

acidenteEra um domingo triste, porque todos os domingos são tristes. Passeava pela cidade quase morta de tão mal cuidada, mas ainda as ruas me sorriam. Na expressão daqueles becos e avenidas, havia inexplicavelmente a doçura daqueles que sabem revelar seu último olhar.

Suja, maltrapilha, doente e mal amada, a cidade parecia viver seus últimos instantes. Mas era domingo, e talvez por conta de sua cor e de seu tom gris melancólico, podia andar pelas ruas com um pouco mais de calma, olhando o que se passava à minha volta. Sim, porque a velocidade da vida moderna é coisa de cretinos, como diria Nelson Rodrigues.

Só aos domingos, nos domingos cinzas de um céu azul quase triste, podia sentir saudade dos bondes que nunca chegavam, mesmo sem jamais tê-los esperado. Aquele momento em que se ficava de pé, a esperar a condução, longe dos smartphones e das tecnologias que não nos permitem desligar um só segundo, sempre foi um convite à reflexão.

Gostar desses domingos translúcidos é coisa de quem não se adequa, não se ajusta. Não se sente parte. Leio no dicionário. Outsider. Forasteiro, leigo, estranho. O que está do lado de fora. O cavalo com a menor possibilidade de ganhar o páreo. Outsider, um ser que não faz falta na festa. O desprestigiado.

O sujeito que não é aceito como membro de um grupo particular. O deslocado. O que não se enquadra. O carinha que se sentava, não falava com ninguém e ia embora sozinho do colégio. Eu sempre admirei esses garotos. Não que seja legal ser diferente. Só que ninguém precisa ser igual.

Mas a sociedade nunca foi tão violenta. Invade. Impõe. Machuca. Destrói. Inclusive os estilos de vida. A sociedade estratifica as pessoas, seu comportamento, seus modelos de consumos, hábitos e rotinas. Fazer escolhas, vivenciar o mundo. Tudo do mesmo jeito. Da mesma forma.

Os homens possuem a necessidade de serem aceitos. Mas a sociedade cotidiana tem levado isso a níveis doentios, inimagináveis. Para fazerem parte de um grupo, a pessoas submetem-se a um processo de padronização sem sentido. Aquela calça amarela acrescida de um óculos três vezes maior que a cara do sujeito saiu do armário, fantasia de carnaval que era, e virou fashion. In.

É nesse momento que a figura do outsider, do zé ninguém, mais me fascina. Parece ser um jeito de levar a vida muito mais interessante. Não, eles não são diferentes. Só não aceitam ser iguais. Não se conformam aos valores dos grupos sociais apenas para fazer parte desses grupos. Transgridem continuamente. A maior parte do tempo, solitariamente. A angústia deve acompanhá-los, mas eles não aceitam aceitar só para serem aceitos.

Enquanto devaneio, me deparo com um acidente. Recordo-me novamente de Nelson Rodrigues, a afirmar que a morte estava se tornando pública. Nelson não viveu o suficiente para entender que, em nossos tempos, os motoqueiros só podem morrer assim, num abalroar com outro veículo, em meio à multidão, atrapalhando o trânsito.

Jovem, voltava, a mil por hora, de uma baladinha. Queria viver a vida intensamente. E ao ver aquele cadáver naquele domingo cinzento, lembrei de meu pai – aliás, eu sempre me lembro de meu pai.

Apenas muito tempo depois de sua morte, consegui compreender duas coisas: primeiro, que a saudade não se traduz pela falta, mas pela presença. Fundamentalmente, não há falta na ausência, senão uma sensação de completo pertencimento. Aquele que não sente saudade, não pode afirmar possuir vida interior.

Em segundo lugar, entendi que só abandonando o medo da morte – como fez meu genitor para minha total incompreensão à época – se pode nascer e renascer. Apenas quando se compreende que a vida não é um castigo, uma desculpa ou um infortúnio, mas um compromisso, inevitavelmente difícil e muitas vezes triste, é que podemos libertar nosso espírito de seu calvário. Afinal de contas, a morte, essa certeza, é o justo contraponto de nossa fé, essa incerta.

Aquele jovem não deve ter tido tempo de pensar sobre isso. Para ele, a morte apareceu repentina, sem permitir uma fuga desesperada, como foge desesperadamente o tempo atual. Apenas mais um na multidão, a atuar de acordo com as regras que a sociedade lhe impõe. Enquanto dirigia a moto, tirava a foto do velocímetro a duzentos por hora para mostrar no facebook. Morreu tendo mais de cem curtidas. Sem tempo para contemplação enquanto o bonde não chega, nossa juventude nunca viveu tão pouco sob o argumento de querer viver tanto.

 

Carlos Eduardo Lula é Consultor Geral Legislativo da Assembleia do Maranhão, Advogado, Presidente da Comissão de Direito Eleitoral da OAB/MA e Professor Universitário. e-mail: [email protected]slula.com.br . Escreve ás terças para O Imparcial e Blog do Clodoaldo Corrêa