Washington deverá anunciar hoje que aceita ir para o TCE

15/03/2012. Crédito: Honório Moreira/OIMP/D.A Press. Brasil. São Luís - MA. Vice-governador do Maranhão, Washington Oliveira (PT), durante visita ao Jornal O Imparcial.Embora já se seja de conhecimento de todos que o vice-governador Washington Oliveira será conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE) ele está relutante em assumir, valorizando seu passe. Mas até isto deve acabar nesta segunda-feira (18). A confirmação deverá ser feita logo após uma reunião com o presidente Arnaldo Melo (PMDB), que acontece na Assembleia Legislativa.

Em conversa com o jornalista Diego Emir, Washington afirmou que já conversou com os correligionários do PT sobre a indicação. “Confesso a você que fiquei muito tendencioso a aceitar essa vaga. Será uma nova experiência para minha carreira e também para o meu partido, apesar de que vou ter que me desfiliar do PT, mas é impossível deixar de ser petista, após tantas lutas”, declarou.

Ou seja, se Washington disse antes que teria que conversar com o partido já o fez. O vice-governador também já possui assinaturas suficientes na Assembleia para ter a indicação. Então, ele substituirá Yedo Lobão no TCE.

Washington demonstra que venderá cara indicação para o TCE

Washington endurecerá o jogo para Roseana.

Washington endurecerá o jogo para Roseana.

O vice-governador Washington Luiz Oliveira (PT) já não nega a possibilidade de assumir a vaga que ficou aberta no Tribunal de Contas do Estado (TCE). Porém, o petista demonstra que não venderá muito barato sua saída do cargo de vice-governador e a possibilidade de assumir o governo caso Roseana seja candidata ao Senado federal.

O petista disse que embora não esteja discutindo isso com o governo, pode assumir em uma conjuntura, mas tudo depende da direção nacional, que é quem pode abalizar a indicação. “Eu estou focado na eleição do PT e em organizar o PT. Essa discussão eu vejo na mídia. Minha posição está vinculada ao partido. Qualquer atitude minha será tomada com o aval e o apoio do meu partido.  Se essa for a vontade do PT.  Eu sempre cumpri todas as missões do partido em todos os momentos. Eu não me furto a nenhuma missão”.

Washington segue dizendo que TCE não é seu desejo e ainda não houve discussão sobre o tema. Desta forma, ele cria um discurso perfeito para se valorizar. Ele alegará para Roseana que não pode ir para o TCE porque o PT nacional não permite e cria uma dificuldade para o governo. Assim, o governo terá que ceder mais para que ele libere o cargo de vice-governador e assuma no TCE.

Sobre a vitória de sua chapa na eleição, Washington diz que sua chapa encabeçada por Raimundo Monteiro continua tendo a maioria no PT, mas o grande problema será convencer as pessoas a sairem de casa pra votar, já que o voto não é obrigatório.

Interferência do governo em prerrogativa da Assembleia Legislativa

Assembleia acata desejo de Roseana e espera Washington para indicá-lo ao TCE.

Assembleia acata desejo de Roseana e espera Washington para indicá-lo ao TCE.

Este blog publicou em primeira mão que a escolha do novo conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE) seria feita somente após o PED (Processo de Eleição Direta do PT) (relembre aqui). Na época alguns deputados e funcionários da Assembleia Legislativa questionaram o blog, afirmando que a matéria não teria cabimento, já que a prerrogativa de escolha do Conselheiro era do legislativo estadual.

De fato, legalmente, a decisão só cabe à Assembleia. Mas estamos no Maranhão. A Assembleia tem autonomia para eleger o novo conselheiro, dentro dos critérios legais e o deveria fazer logo, já que a vaga está aberta desde a semana passada. Porém, por determinação do governo, a Casa só fará a eleição após a eleição do comando petista. isso porque espera escolher o vice-governador Washington Oliveira (PT), mas se ele for escolhido para o TCE antes, se enfraquecerá para a disputa no PT.

Em reunião realizada ontem (17) na Assembleia Legislativa, os deputados confirmaram o que já tinha sido antecipado neste blog desde o dia 27 de setembro: TCE ficará desfalcado por pelo menos dois meses. Os deputados ainda não definiram a data da eleição para o TCE, somente que aguardarão o PED.

Washington Oliveira articula filiação de Hélio Soares no PT

Hélio Soares muito perto do PT.

Hélio Soares muito perto do PT.

O vice-governador Washington Oliveira (PT) já prepara a substituição de Bira do Pindaré (que decidiu deixar o PT neste sábado) na Assembleia Legislativa para manter o PT com três deputados. A saída de Bira já era certa e Washington desde a última quinta-feira (26).

O vice andou circulando em Brasília com Hélio a tiracolo articulando a filiação com os caciques da legenda lulista em Brasília. A estratégia é oficializar a filiação apenas no apagar das luzes do prazo de filiação partidária.

Enrolado Josimar também no PT

 

Outro que esta sendo levado por Washington de mala e cuia para o PT é o ex-prefeito de Maranhãozinho, Josimar Cunha, indiciado pela Polícia Federal na Operação Cupim pelos crimes de corrupção passiva, prevaricação, concussão, peculato e formação de quadrilha

Washington diz que continua defendendo aliança com o PMDB

washingtonO titular deste conversou a pouco com o vice-governador Washington Oliveira (PT) na Assembleia Legislativa. O petista diz que não existe conversa no sentido de que ele seja indicado vice-governador na chapa de Flávio Dino (PMDB) e continua defendendo a aliança dos petistas com o PMDB.

“A aliança com o PMDB se dá em um plano nacional. Eu sou alinhado com o projeto nacional do PT. No dia em que não estiver alinhado com o projeto nacional eu saio do PT. No meu entendimento a aliança com o PMDB é muito possível”, pontuou.

Apesar disso, Washington diz que o processo eleitoral do PT será respeitado e o Congresso irá decidir o caminho em 2014. “O PED é o melhor termômetro para indicar como o partido vai. A divergência do PT é histórica, mas estamos entrando em novo momento onde a base pede mais unidade. O partido já brigou muito e não ganhou nada com isso”.

Apesar da posição de Washington, é fato que seus aliados operam em duas frentes.

PT nacional proíbe Washington de renunciar caso Roseana saia ao Senado

Do Blog do Diego Emir

roseanawashingtonO que parecia ser algo acertado entre a governadora Roseana Sarney (PMDB) e o vice-governador Washington Luiz (PT), a renúncia em conjunto no mês de março, visando as eleições de outubro de 2014, pode acabar virando uma grande dor de cabeça e acabar estremecendo a aliança entre o PMDB e PT no Maranhão.

Já tinha sido combinado que caso Roseana deixasse o governo para disputar a vaga de senadora, Washington também renunciaria, com intuito de disputar a vaga de deputado federal. Porém a executiva nacional do PT chamou o vice-governador para uma reunião e ordenou – caso ela renuncie, para disputar algum cargo, ele deve permanecer.

A situação causa uma grande embaraço na relação entre os dois, uma vez que o PMDB teme que esta ordem do PT venha com interesse de que os rumos do governo nos últimos meses, tome outra direção.

Porém Washington Luiz é favorável a renúncia em conjunto, inclusive ele já vem trabalhando para que seu nome ganhe força e ele consiga vencer as eleições para deputado federal. Falta a executiva nacional do PT, também concordar com essa postura.