Agradecimento!

Atendendo a um pedido do meu amigo Clodoaldo, assumi o Blog por 15 dias. Foram momentos de aprendizado e uma experiência nova como editor de um dos Blogs mais acessados do Maranhão. Apesar de já trabalhar alguns anos no jornalismo e há tantos outros com política, agradeço a oportunidade e fico com a certeza que fiz o melhor que pude. Procurei seguir a linha editorial do Blog do Clodoaldo, com total liberdade, mas com muita autonomia e coerência das minhas convicções politicas e ideológicas.

Hoje Clodoaldo assume as rédeas novamente. Se vocês quiserem acompanhar meu trabalho, sou comentarista de política da TV Assembleia. Com um quadro semanal que lê, ou melhor, tenta ler, a conjuntura política do Brasil e do Mundo.

Me despeço com meu último texto sobre as disputas políticas na FIFA e as possibilidades do ex-jogador Zico de ocupar o cargo de Presidente da instituição que controla o futebol mundial. Se preferirem podem assistir o vídeo do “quadro” no youtube. Um forte abraço a todos.

Gregório Dantas

Política na Fifa, Zico presidente

Por Gregório Dantas – Jornalista da Assembleia Legislativa

zico

Hoje vamos falar das disputas de poder político na instituição que controla o

futebol mundial e a maior parte do dinheiro que circula pelo esporte mais praticado do mundo.

Na semana passada, o Comitê de Ética da Fifa anunciou a suspensão, por 90 dias, de Joseph Blatter, presidente da Fifa, Michel Platini, presidente da Uefa, e Jérôme Valcke, ex-secretário-geral da entidade mundial. O afastamento dos homens-fortes do futebol no planeta pode ser estendido por mais 45.

O comitê tomou a decisão por conta das investigações e das acusações de corrupção envolvendo os três. O pré-candidato à presidência Chung Mong-Joon foi banido por seis anos por má conduta no processo de escolha das sedes dos Mundiais de 2018 e 2022.

A decisão do Comitê atinge a candidatura de Platini a presidência da Fifa. A eleição está marcada para o dia 26 de fevereiro de 2016 e as chapas devem ser oficializadas até o dia 26 deste mês – quando o francês ainda estará afastado das atividades no futebol. Os outros pré-candidatos são o príncipe jordaniano Ali Bin Al-Hussein, o presidente da federação da Libéria, Musa Bility e os ex-jogadores David Nakhid  e Zico.

O brasileiro sai fortalecido com o afastamento de Platini. Com propostas progressistas, Zico se transforma no favorito a vencer o pleito. A Democratização das eleições à Presidente da FIFA; o direito a voto para jogadores, ex-jogadores, técnicos, imprensa e árbitros; a modificação do processo de revisão das regras do jogo e o uso de tecnologia para auxílio à arbitragem são algumas das propostas do galinho.

Acredito que uma vitória de Zico seria muito boa para o futebol mundial e um alento para nós brasileiros, pós 7 a 1. Uma possibilidade real de mudança em uma instituição comprovadamente corrupta e repleta de pessoas que entendem muito de negociatas, mas que de futebol, não entendem nada.

Vamos deixar o futebol com quem entende e ama o esporte. Nesta disputa esportiva, barra, política eu sou mais Zico. Sou mais futebol.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *