Seguindo exemplo do mestre Sarney, Temer chega a quase 90% de rejeição

Até quando o assunto é rejeição popular o presidente Michel Temer (PMDB) vem conseguindo seguir à risca as orientações do oligarca José Sarney, apontado como principal conselheiro do presidente.

Temer conseguiu emplacar taxa de rejeição tão alta quanto os índices de desaprovação acumulados por Sarney quando ele governou o país, no final da década de 1980, chegando a quase 90% de rejeição.

Segundo pesquisa realizada pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT) com o Instituto MDA Pesquisas e divulgada nesta terça-feira (19), apenas 3,4% dos brasileiros julgam a administração do peemedebista positiva e 84,5% rejeitam o desempenho pessoal de Temer.

Com menos de 4% de aprovação, Temer conseguiu ter a pior avaliação da série histórica da pesquisa CNT/MDA, que vendo sendo realizada desde 1998, durante o primeiro mandato do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB).

A intragável gestão Temer conseguiu uma vergonhosa façanha: ser pior avaliada do que o último ano do governo Sarney, que em 1989, no auge da crise da hiperinflação, contava com apenas 5% de aprovação entre os brasileiros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.