Câmara Municipal não realiza sessão por conta da greve da PM

grevepm1Os policiais militares continuam em greve e um grupo considerável de militares está aquartelado no estacionamento da Câmara Municipal de São Luís. O movimento dos PMs fez com que não fosse realizada a sessão desta segunda-feira 931) no parlamento municipal.

As entradas da Câmara tanto pelo estacionamento quanto à principal estão fechadas. A Mesa Diretora teme que com a abertura para sessão, os policiais ocupem a parte interna da casa. O parlamento já viveu problema semelhante no ano passado, quando um grupo de jovens manifestantes ocupou a Casa durante os protestos de junho.

Os militares reclamam do reajuste de apenas 7% concedido, em ano eleitoral, pela governadora Roseana Sarney à categoria. Segundo os policiais, não se trata de aumento, mas de reposição salarial, pois refere-se a perdas salarias e não a aumento real de vencimentos.

Com menor efetivo de policial do país, os policiais militares maranhenses pedem implantação de reajuste de 18% (mesmo percentual que foi concedido a servidores de outras categorias) e das perdas salariais, além de mudanças nos critérios de escalonamento, promoção e jornada de trabalho, adicional por periculosidade, substituição dos coletes balísticos e das munições que estão sendo usados com prazo de validade vencido. Falta armamento e até fardas para os policiais.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *