Pereirinha diz que Câmara é alvo de terrorismo

Pereirinha diz que tomará providências para evitar novas ações na Câmara

Pereirinha diz que tomará providências para evitar novas ações na Câmara

Depois de exibir uma fita para ser ouvida por todos presentes ao plenário, galeria e imprensa, onde um cidadão fala sobre gasto na ordem de R$ 900 para aquisição de material para repressão (cassetete, gás de pimenta, gás lacrimogenio e outros) a uma provável invasão a Câmara Municipal de São Luís, após a Copa do Mundo,  o presidente do Legislativo Ludovicense, vereador Antonio Isaias Pereirinha (PSL), denunciou, na manhã desta terça-feira, (17), o planejamento de atos de terrorismo contra a Casa e anunciou que já acionou a Procuradoria para adotar as providências necessárias, principalmente ingressando com ação na Justiça.

O dirigente do parlamento são-luisense disse que já encaminhou cópias da fita ao comandante da Polícia Militar, coronel Zanoni, bem como ao coronel Ivaldo Barbosa, para que as autoridades policiais tomarem medidas imediatas, como a detenção do citado para que seja feita averiguação. Ele falou o nome do entrevistado, identificado por Pedro, mais conhecido como Pedrão, “que já participou de muitos eventos nesta Casa, mas já determinei a proibição da entrada dele nesta Câmara”.

Na entrevista ao jornalista José Raimundo Rodrigues, o entrevistado falou que a provável invasão, contando com a participação de professores, estudantes, alguns militares e outros segmentos, estaria sendo planejada para acontecer para o período após Copa do Mundo, mas trata-se de uma atividade política para denegrir e até desestabilizar os políticos. “Vejam os senhores e senhoras até que ponto chegamos, quando chegam a falar em invadir a Câmara, a Prefeitura e outros outras instituições públicas”, lamentou Pereirinha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *