Debate da TV Difusora está nas mãos de Pedrosa

PSOL, de Pedrosa, decidirá realização do debate da Difusora

PSOL, de Pedrosa, decidirá realização do debate da Difusora

O debate que deverá ser realizado pela TV Difusora no dia 25 de agosto depende exclusivamente da vontade do candidato ao governo do Maranhão, Luís Pedrosa (PSOL).

Foram convidados para apenas os candidatos ao governo com representação na Câmara Federal: Edinho Lobão (PMDB), Flávio Dino (PCdoB) e Luís Pedrosa (PSOL). Os partidos dos demais três candidatos: Zé Luís Lago (PPL), Saulo Arcangeli (PSTU) e Josivaldo Corrêa (PCB) não possuem representantes no parlamento federal e, por isso, a emissora não está obrigada a convidá-los para o debate.

Porém, a Justiça Eleitoral também determina que dois terços dos partidos aptos devem concordar com as regras. Caso não haja o consenso deste quórum, não será possível realizar o debate. Aí entra o PSOL como fiel da balança.

A Lei 12.034/09 em seu artigo 46, § 5o , garante que “para os debates que se realizarem no primeiro turno das eleições, serão consideradas aprovadas as regras que obtiverem a concordância de pelo menos 2/3 (dois terços) dos candidatos aptos no caso de eleição majoritária, e de pelo menos 2/3 (dois terços) dos partidos ou coligações com candidatos aptos, no caso de eleição proporcional”.

Logicamente que o PMDB, de Edinho Lobão, quer o debate de acordo com os termos propostos pela Difusora. Assim, terá mais rodadas de perguntas contra Flávio Dino e poderá atacá-lo mais vezes em confronto direto ou com ataques de Pedrosa. O PCdoB já se manifestou de forma negativa à realização do debate sem todos os candidatos.

Caso Pedrosa também não concorde e decida pela não concordância com as regras, o debate será inviabilizado legalmente. O candidato disse ao titular deste Blog e ratificou em entrevista a O Estado do Maranhão, que sua legenda defende a participação de todos os postulantes ao governo do estado. Para Pedrosa, nada impede que todos tenham igual oportunidade de se manifestar em debate.

Assim, a tendência é que o debate não seja realizado caso a Difusora mantenha o regramento sem todos os candidatos. Uma nova reunião com as coligações deve ocorrer nesta quinta-feira (31).

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *