Servidores da Seplan são pressionados para trabalhar como fiscais de Edinho

A exploração de funcionários comissionados e terceirizados na política é comum ao grupo Sarney. Mas na secretaria estadual de Planejamento e Orçamento, comandada pelo secretário João Bernardo Bringel, até os servidores concursados, que nada devem ao governo, estão sendo pressionados para serem explorados como fiscais da campanha de Edinho no dia da eleição.

A servidora pública Florise Reis denunciou em sua página na rede social o assédio moral promovido por dirigentes da Seplan. Veja:

servidora

 

O blog apurou que partiu do secretário Bringel a ordem de enquadrar todos os servidores, sem sequer ter o cuidado de verificar quem é efetivo. Os servidores reclamam que Bringel sempre foi indiferente aos funcionários. Mas como teria feito acordo com Edinho para permanecer na secretaria, começou a articular de qualquer maneira o uso da estrutura para angariar mais votos para o candidato da oligarquia.

2 pensou em “Servidores da Seplan são pressionados para trabalhar como fiscais de Edinho

  1. É uma injúria falar de um Secretário honesto e trabalhador . Para quem não sabe o atual Secretário de Planejamento do Estado não fez nenhum acordo político com o atual candidato à governador. É sim, um técnico respeitado , conhecido e reconhecido pelo seu trabalho no Ministério e em todo o país. E continua no exercício da sua função até o fim do governo de forma honrada como sempre se portou.

  2. Independente de ajudar ou não a campanha de Edinho senhora Florise, se a senhora não for concursada irá para rua da amargura dia 1 de janeiro de 2015. passar bem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *