SES divulga nota sobre criança queimada em carvoaria e pede que internautas não divulguem foto

João está sendo atendido no Hospital Municipal de Imperatriz

O menino João Miguel, de 5 anos, sofreu graves queimaduras em uma carvoaria do povoado Sagrima, em Buriticupu.

O acidente ocorreu nesta quinta-feira (15) quando João acompanhava o pai na carvoaria, de onde a família tira o sustento. O menino teve o corpo coberto por queimaduras de terceiro grau e foi levado para o hospital municipal de Imperatriz. Três pessoas também tiveram queimaduras quando socorreram João.

A criança segue em estado grave e ainda não pode ser transferido. Segundo da secretaria estadual de saúde, a SES já entrou em contato com o hospital do Estado de Goiás, que é referência em tratamento de queimaduras, para fazer a transferência quando liberada pela equipe médica.

Exposição e fakenews no Whatsapp

Desde o começo da tarde desta quinta-feira (15) está circulando no Whatsapp a foto do menino com uma corrente antiga estimulando o compartilhamento da imagem para que o Whasapp pague para o tratamento de João.

“Repassem urgente por favor, pra ver se algum vizinho reconhece essas crianças, ou se foi em alguma creche, para que os país tenha conhecimento e as autoridades tomem providências. A cirurgía custa R$ 18.000,00. Deve ser feita o quanto antes. Ele tem pouco tempo de vida. Não pode esperar pelo SUS. O Whatsapp vai pagar R$ 1,00 cada vez que a MSG fôr repassada. Vamos salvar a vida dessa criança!”, diz a corrente falsa.

A nota da secretaria de saúde também pede que os internautas não compartilhem a imagem, respeitando o trauma e a dor da criança.

Vale frisar que o WhatsApp não remunera a pessoa supostamente beneficiada pela corrente, porque o WhatsApp não paga ninguém por número de compartilhamentos, conforme sua política empresarial, disponível ao usuário em seu site oficial.

A pessoa que leva este tipo de conteúdo adiante, mesmo sem saber, também pode ter problemas com a Justiça.

Uma ideia sobre “SES divulga nota sobre criança queimada em carvoaria e pede que internautas não divulguem foto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *