Deputados trocam acusações envolvendo time lanterna do campeonato maranhense

O lanterninha do campeonato maranhense sem ter somado um ponto sequer até agora foi alvo de discórdia e acusações na Assembleia Legislativa. O deputado Rigo Teles acusou a diretoria do Cordino de atrasar os salários dos jogadores e sucateamento do clube e do estádio. O outro deputado da região de Barra do Corda, Fernando Pessoa, aliado do prefeito Erick Costa, rebateu as acusações e acusou a família de Rigo de ter feitos negociatas com o time.

“Os jogadores estão com salários atrasados, sem medicamentos, falta de incentivo, o estádio Leandrão está abandonado. Tem dinheiro da Federação Maranhense, da CBF e queremos saber para onde está indo se não está indo para os jogadores”, denunciou Rigo Teles.

Fernando Pessoa respondeu de forma dura as acusações. “O deputado Rigo Teles esqueceu na administração anterior quando a família dele comandava a prefeitura e o time de Barra do Corda deixou problema. Tem vários cheques voltando em nome da família dele, do irmão dele, aquele que é procurado pela polícia do Maranhão pelo morte do sem-terra Miguelzinho. O tempo de prepotência de arrogância da família dele já acabou em Barra do Corda. Hoje o patrocinador do Cordino é a prefeitura de Barra do Corda. Não tem nenhum outro. Precisamos de ajuda. A família dele fazia vários negócios com o Cordino”.

Pessoa disse que assim que tiver as emendas liberadas, destinará parte dos recursos para a reforma do Estádio Municipal Leandro Cláudio da Silva (“Leandrão”). “Coisa que o deputado Rigo Teles prometeu e nunca chegou”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *