Braide explica voto contra reforma mas não convence a direita; bolsonaristas revoltados com o deputado

O deputado federal Eduardo Braide usou uma de suas redes sociais para explicar seu voto contrário à reforma da previdência. Braide não participou da ampla discussão na Câmara dos Deputados, não expôs suas ideias para serem colocadas em emendas ou sinalizou que se tais dispositivos fossem mantidos ele, votaria contra. “Aguardei as últimas alterações que foram feitas no texto antes de ir ao plenário”, afirmou.

Sem ter discutido os problemas, agora diz que não concorda com a retirada do abono do PIS, pensão por morte menor que o salário mínimo, a aposentadoria dos professores, aposentadoria das mulheres, pessoas que terão que trabalhar o dobro do tempo de hoje para se aposentar.

A explicação de Braide, que foi amplamente debatida pela oposição ao governo Bolsonaro, irritou muito seus admiradores em São Luís, pelo alinhamento à esquerda, que eles consideram “populismo”.

Nos comentários da publicação de Braide, não faltaram críticas ao seu posicionamento. “Você podia prestar mais atenção ao que diz os seus eleitores. Nos elegemos você para nós representar e votar por todos nós, vc foi contra a nossa vontade e escolheu sozinho o que deveria fazer. Perdeu e perdeu feio. Perdeu o nosso voto. Até a próxima eleição. Te aguardamos”, escreveu Maria Goreth Feitosa.

“Votando contra a opinião pública que lhe deu os votos. Deputado vote com o povo que lhe elegeu… Desse modo vai perder muitos votos”, escreveu Vinícius Pires.

Muitos internautas escreveram que estavam decepcionados ou que Braide havia perdido o voto. Claramente, pessoas mais à direita e admiradores do governo Bolsonaro (um extrato da sociedade onde o deputado tinha muita força na capital, mas que agora está decepcionado pelo voto que tem muito mais relação com a esquerda).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *