Dois presos e 12 veículos apreendidos no primeiro dia da Operação Lei Seca

De O Imparcial Online

Operação Lei Seca é realizada na Avenida dos Holandeses, em São Luís (Honório Moreira/OIMP/D.A Press)
Operação Lei Seca é realizada na Avenida dos Holandeses, em São Luís

Neste fim de semana foi deflagrada a Operação Lei Seca. O Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA), acompanhado de diversos órgãos fiscalizou motoristas e orientou sobre o consumo de bebida alcoólica, além de verificar itens de segurança dos veículos. A ação teve início na última sexta-feira (25) e foi realizada na Avenida dos Holandeses, na Ponta D’areia.

Cerca de 70 pessoas participaram da Blitz, que contou com a abordagem da Polícia Militar para averiguar a documentação dos condutores, do Corpo de Bombeiros que inspecionou a validade e uso dos extintores de incêndio, o Instituto de Criminalista (ICRIM) para avaliar a veracidade dos documentos apresentados, além da Polícia Civil, responsável por autuar possíveis embriagados.
Durante a operação, na sexta, dez veículos e duas motos foram apreendidos, duas pessoas foram levadas a delegacia, um por apresentar a carteira de habilitação falsa e outra por se recusar a fazer o teste do bafômetro, mas, foi constatada a embriaguez do conduto. A ação iniciou às 23h e encerrou por volta das 2h da manhã.
Segundo o diretor do Detran, André Campos, esta é a primeira operação de 2014 e que vai se estender para todo o estado. “A intenção é proteger a sociedade e conscientizar o condutor de que ele não pode dirigir após ingerir bebida alcoólica. A gente não quer que a população entre em desespero e sim seja uma parceira da nossa operação”, destacou. Ele ressaltou que as blitz serão feitas em todos os fins de semana na capital, sempre em avenidas diferentes, onde os pontos são decididos uma hora antes da saída do comboio.
Na oportunidade, panfletos com orientações foram entregues aos motoristas com informações sobre a Lei Seca, com dados sobre os valores de multas, medidas administrativas, prevenção de consumo de álcool, bem como o uso do cinto de segurança, transporte de crianças, entre outros itens de segurança. “A negligência, a falta de atenção e a imprudência são os maiores motivos que causam os acidentes. As pessoas precisam respeitar com mais seriedade as leis de trânsito para evitar tragédias”, afirmou Roberval Lopes, da coordenação da campanha Educação para o Trânsito.
O major Magalhães, comandante da Companhia de Polícia Rodoviária, disse que o apoio de diversos órgãos da segurança pública reforça a credibilidade da operação. “Além de educar, a ação mostra aos motoristas a forma mais correta de conduzir seus veículos. Por isso, estaremos em conjunto atuando nos finais de semana com pelo menos dois pontos nas principais avenidas da cidade”, concluiu.
Quem foi abordado elogiou a operação Lei Seca. “É um trabalho que nos dá segurança para coibir o consumo de bebida alcoólica e a direção. Isso inibe as pessoas, pois essa mistura faz com que o carro vire uma arma nas ruas”, revelou o fisiologista José Carlos.
Arthur Albuquerque passou no teste do bafômetro, mas, devido algumas irregularidades quanto a documentação de seu veículo, teve o automóvel guinchado. “É uma ação que deveria acontecer mais vezes para prevenir e orientar os condutores, eu apoio”, disse.
O uso do farol xênon e as películas nos vidros dos carros foram também alvo da operação. Lucas Limas estava em dias com o documento de seu veículo, porém, a película fumê ultrapassou o limite permitido e ele foi notificado e teve que removê-la no local. “É uma fiscalização muito importante para orientar os condutores, pois a segurança no trânsito deve ser primordial para garantir a boa condução nas vias da capital”, ressaltou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *