Simbólico: campanha de Edinho Lobão no município mais pobre do Brasil

marajadosenaNada mais simbólico para o candidato que representa o grupo que deixou o Maranhão disputando com Alagoas os piores índices do país. A campanha do candidato Edinho Lobão esteve neste final de semana em Marajá do Sena. O município ficou em último lugar no IDHM Renda, Índice de Desenvolvimento Humano Municipal – 2013.

Na cidade, Edinho falou de um caminhão para uma pequena plateia de não mais que 50 pessoas. Reuniu seu pessoal de sempre e sem nenhuma empolgação, se esconderam à sombra em um terreirão empoeirado, já que a cidade não tem um espaço como uma praça ou uma área de lazer em condições. Um evento sem graça, mostrou que exatamente em um município castigado pelo clã Sarney, a rejeição do candidato é grande.

Marajá do Sena registrou no IDHM renda per capita mensal de R$ 96,25, uma diferença 20 vezes menor que o primeiro colocado no ranking, São Caetano do Sul (SP), que apresentou renda per capita mensal de R$ 2.043. Afinal, como Edinho pode explicar para o povo daquele município, como seu grupo político deixou aquelas pessoas nesta situação?

O povo respondeu dizendo não ao candidato do grupo que insiste em deixar o Maranhão um estado rico de pessoas pobres.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.