Hildo Rocha tenta livrar aliados de culpa por caso de Vitória do Mearim

Hildo Rocha tenta "limpar a barra" de prefeita aliada colocando a culpa no Estado por assassinato de  funcionário de Vitória do Mearim

Hildo Rocha tenta “limpar a barra” de prefeita aliada colocando a culpa no Estado por assassinato de funcionário de Vitória do Mearim

O deputado federal Hildo Rocha (PMDB) está cobrando o poder errado sobre o caso do assassinato do mecânico Irialdo Batalha em Vitória do Mearim. O peemdebista foi o mais votado no município onde a prefeita é sua aliada. O assassino do cidadão foi o senhor Luiz Carlos Almeida, funcionário público do município em questão.

O governo do Estado tem responsabilidade pela ação dos dois policiais, sargento Miguel e soldado Gomes, por acobertarem Luiz Carlos. E os dois também foram presos Agora, quem tem responsabilidade pelo funcionário municipal é a prefeitura, administrada por uma das principais aliadas de Hildo Rocha, que permitiu seu funcionário estar em horário comercial em um posto de trabalho não municipal.

Em nota, a prefeita Dória Pearce alega que o funcionário estava cedido ao governo do Estado. Na secretaria estadual de Gestão e Previdência não existe nenhum pedido de cessão do funcionário e muito menos o Aceite. Como não há registro oficial, não existe cessão, mesmo que, sabe-se lá o porquê, Luiz Carlos estava exercendo suas funções de vigilante do município de Vitória do Mearim em uma delegacia. Mas isso, a prefeita precisa explicar.

Luiz Carlos: assassino era funcionário da prefeita aliada de Hildo. E não era nenhum estranho para o deputado...

Luiz Carlos: assassino era funcionário da prefeita aliada de Hildo. 

O deputado Hildo, que afirmou com tanta veemência da tribuna da Câmara Federal que este crime ocorreu “pelas mãos do governo do estado”, deveria começar olhando para dentro de casa, e afirmar que o crime ocorreu diretamente “pelas mãos da prefeitura de Vitória do Mearim”, por meio de um funcionário do município, e certamente, um eleitor de deputado, já que é fato que a quase totalidade dos servidores dos municípios do interior votam com o(a) prefeito(a).

E olha que Luiz Carlos não é nenhum estranho para o deputado Hildo Rocha. Mas essa é uma outra história.

2 pensou em “Hildo Rocha tenta livrar aliados de culpa por caso de Vitória do Mearim

  1. Prezado Clodoaldo Correa, a sua ginastica gramatica para articular partilha de responsabilidades no incidente de Vitória do Mearim – MA é no mínimo deprimente. Sou filho do sertão maranhense, é uma prática antiga das prefeituras municipais cederem servidores efetivos ou não para prestarem serviço no aparelho policial (civil ou militar). Cabe ao Governo da Mudança, corrigir essa prática… vou te adiantar outra falha, professores sem nenhum vinculo à SEDUC lecionam em escolas da rede estadual em substituição à professores efetivos. A prática é antiga!!! Voltando ao caso do vigilante, a prefeita apenas cedeu um servidor para o aparelho policial estadual, em um primeiro momento apenas zelador, ela não tem nenhuma gerencia sobre o seu emprego em atividades policiais. Anotou escriba!!!

  2. Os fatos não deixam dúvidas,governo estadual,CULPADO.
    Caso tivesse contingente policial,treinamento e apoio logístico certamente esse matador não seria preciso.Ressalve-se que o assassinato foi perpetrado com o aval dos policiais. Governo municipal :CULPADO,pois faz cessão de alguém desqualificado para prestar serviços de segurança.Enfim,isso reflete a falta de compromisso com o povo,maldade mesmo,não pode ser só incompetência.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.