Adriano reclama do direito de fala de Marcos Silva em audiência da Caema

A audiência com o presidente da Caema, Carlos Rogério, foi quente na comissão de saúde da Assembleia Legislativa do Maranhão. O deputado Adriano Sarney ficou transtornado pela participação do membro do PSTU, Marcos Silva, durante a audiência.

O deputado do PV esperneou contra a participação de Marcos Silva, afirmando que se o “só a vida muda a luta ou só a luta muda vida” pode falar deveria abrir os microfones para todos e transformar a audiência na comissão em audiência pública para que as pessoas levadas por ele que estavam o aplaudindo pudessem atacar o presidente da Caema.

Acontece que Marcos Silva é servidor efetivo da Caema e falou como funcionário da Companhia. A primeira fila à esquerda na audiência era justamente formada por funcionários da Caema que tinham direito a fala, assim como os deputados, o que não transforma a arguição em audiência pública.

O presidente da Comissão, Yglésio Moisés, disse que se qualquer deputado pode pedir audiência pública e se Adriano quisesse audiência, teria que usar os mecanismos legislativos para tal, já que ali não era o local.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.