Pré-candidatos a prefeito de São Luís brigam por paternidade de proposta

O clima ficou tenso entre os pré-candidatos a prefeito de São Luís Rubens Júnior (PCdoB) e Yglésio Moyses (PROS). O deputado estadual acusou o comunista de plágio de uma ideia sua de renda permanente para crianças. Rubens anunciou o programa que daria R$ 100 para crianças.

“Alguns da imprensa reclamam que não se divulga projetos pra cidade. Meu plano de governo pra São Luís está 98% pronto, mas não divulgo. Por quê? Por conta das cópias e copiadores. O pessoal não muda nem pra 101 reais ou 99, copia até o valor, mas não explica como. Eu expliquei. Inclusive, por isso protocolei a Indicação do Programa de Apoio à Primeira Infância (PAPI) no dia 18/08/2020 na Assembleia Legislativa, pra resguardar minha autoria. Quem quiser, pode seguir copiando, mas pelo menos me dê os créditos”, afirmou Yglésio Moyses em clara referência a Rubens.

Rubens reagiu e lembrou uma postagem de dezembro do ano passado, afirmando que já tinha anunciado a proposta. “Desde dezembro, debato a Primeira Infância e desde junho propus a criação de uma renda infantil”.

Yglésio na tréplica: “Ainda há quem insista ainda na justificação da cópia. Discuto Saúde há 8 anos aqui no Maranhão e nem por isso me sinto no direito de pensar que todas as propostas dos concorrentes são fruto de temas de Saúde que levantei: muda pelo menos os centavos da proposta copiada, camarada”.

O clima esquentou. Se continuar assim, a proposta vai ter sido feita antes dos anos 2000.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.