Braide e Duarte mostram desconhecimento sobre o programa São Luís em Obras

São Luís em Obras é o programa mais importante sendo executado na capital e candidatos que disputam o segundo turno mostram pouco conhecimento sobre sua execução, orçamento e recursos

Os candidatos a prefeito que disputam o segundo turno em São Luís mostraram que não conhecem o principal programa de obras que está sendo executado na cidade que pretendem administrar. Foi triste ver que nem Duarte Júnior, nem Eduardo Braide conhecem o programa São Luís em Obras.

Para tentar pegar Duarte desprevenido sobre parcerias com o governo do estado, Braide questionou se existia dinheiro do governo do estado no programa e Duarte se enrolou todo, mostrando claramente que não conhecia nada do programa.

Quando retomou a palavra, Braide mostrou que também não conhecia ou tentou manipular os números para dar crédito ao governo federal, quando colocou na conta do Banco do Brasil ou Caixa Econômica mérito do governo federal para as obras. Braide também colocou mérito no IPHAN.

De fato, apenas nas obras em parceria com o IPHAN no Centro Histórico, tem algum recurso do governo federal. Mas somente nestas que são realizadas no Centro Histórico porque afetam o patrimônio tombado e vale lembrar que a maioria foi iniciada no governo Temer. A grande maioria das obras no Centro Histórico começou antes do programa São Luís em Obras, lançado em agosto do ano passado, mas acabaram sendo incorporadas para dar maior grandiosidade ao programa. Grande parte foi entregue e o algumas serão ainda em dezembro.

Mas o programa de fato não tem recursos do governo federal. É feito em parte com recursos do tesouro municipal e em parte com recurso de empréstimo que poderia ter sido contraído com qualquer banco. O próximo prefeito terá que continuar pagando o empréstimo, ou seja, em nada o relacionamento com o governo federal pode alterar o programa.

Se Duarte conhecesse o São Luís em Obras e estivesse preparado, teria trucidado Braide quando retomou a palavra. Mas também não conhece.

Nenhum dos candidatos buscou informações mais detalhadas sobre o programa, a origem dos recursos, as parcelas do pagamento do empréstimo, que, aliás, já está sendo pago.

Como não conhecem bem ainda o programa, o candidato eleito terá que fazer uma transição muito boa e rápida, já que o prazo é mais curto, com apenas um mês de transição. Quem for eleito no domingo deve imediatamente começar a buscar as informações para que tudo que está feito pelo São Luís em Obras não seja perdido.

2 pensou em “Braide e Duarte mostram desconhecimento sobre o programa São Luís em Obras

  1. A discussão é puramente semântica. O recurso que financiou o programa é federal (R$ 100 milhões no BB e R$ 133 milhões na CEF) – como Braide afirmou. Porém, não é transferência, mas empréstimo.

  2. Pingback: Braide e Duarte mostram desconhecimento sobre o programa São Luís em Obras | SLZ180

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *