Ônibus liderado por Mical para atos em Brasília é palco de confusão

Uma confusão aconteceu no ônibus liderado pela deputada estadual Mical Damasceno (PTB) com bolsonaristas que foram para os atos a favor de Bolsonaro em Brasília.

Segundo relato de um dos passageiros, a discussão começou após um participante questionar a mudança de lugares de algumas pessoas dentro do veículo. Uma das organizadoras, de nome Flávia Berthier, teria respondido alegando que o passageiro pagou apenas R$ 200,00, sendo que a passagem era R$ 600,00.

O cidadão relata ter buscado mais informações e descoberto que o ônibus, modelo double deck, havia sido alugado pelo PTB por cerca de R$ 30 mil.

Após a confusão, que culminou com alguns participantes chegando às vias de fato, a organizadora não aceitou que os envolvidos continuassem no veículo. A situação acabou gerando outro problema, porque, segundo o passageiro, a deputada Mical Damasceno disse que eles deveriam voltar no ônibus que vieram, pois, o aluguel foi pago pelo partido.

Segundo os relatos, a caravana precisou parar em uma delegacia da Polícia Federal para que a briga fosse contida.

Pelo menos quatro caravanas saíram do Maranhão rumo às manifestações em Brasília: uma de Balsas, uma de Imperatriz e duas de São Luís.

12 pensou em “Ônibus liderado por Mical para atos em Brasília é palco de confusão

  1. Eu sou uma das passageiras e essa conversa não procede, a Flávia foi a organizadora da Caravana e o PTB foi um dos patrocinadores, tida a confusão começou quando um grupo de participantes queria ficar na área debaixo do veículo bebendo, como eram maioria cristã e o objetivo da viagem não cabia bebedeira a bordo, este grupo começou a criar confusão com todos, inclusive com as outras mulheres, depois de proibidos pela organizadora e pela empresa de beberem, começaram a argumentar sobre a autoridade dentro do ônibus onde partiram para agressão contra a Flavia, e sendo impedidos pelo marido dela que estava presente, neste momento a Flávia solicitou aos motoristas que parassem no próximo posto da PRF para que os mesmos fossem denunciados pela confusão causada chegando em Brasília conforme combinado com a PRF foi devolvido o dinheiro dos mesmos e finalmente deixaram a caravana, que permaneceu em paz durante todos os dias, até o dia da volta, quando a Deputada Mical ordenou que os mesmos bardeneiros retornassem no Ônibus, nesse momento a Flávia Bertgier no comando da caravana e atendendo o desejo da maioria das mulheres que estavam apavoradas com o retorno desse grupo, impediu o acesso dessas pessoas, novamente este senhor chamado Walmir Filho, partiu pra cima da Flávia, chamando de mentirosa, que ônibus era da Mical e que ela tinha ordenado, começou a agredir novamente,neste momento houve uma confusão entre o marido da Flávia que foi defender a esposa, resumindo essa Micsl é uma retardada, achou que Flávia ia se dobrar a ela e Flávia com muita postura impôs a vontade da maioria de nós mulheres, voltar em paz. O que passar disso é fofoca, Mical deu com os burros magia e Flávia que foi a organizadora da Caravana manteve sua autoridade, Mical quis impor em vez de ter humildade e conversar com a Flávia, se deu mal, as mulheres do grupo estão voltando e ao chegar em São Luís iremos todas denunciar este cachaceiro pelas agressões as mulheres presentes.

  2. Muito triste tudo que aconteceu. Eu estava na caravana e ficou claro qual dos lados estava certo desde o início. Esse homem que entrou criou confusão desde o primeiro momento, quebrou a regra de não beber dentro do ônibus várias vezes, teve risco de expulsão pela empresa. Ele agrediu várias mulheres, inclusive senhoras de idade, que passaram mal por causa dele. Agrediu moralmente e emocionalmente diversas mulheres. E a organizadora também sofreu por agressão psicológica, moral, emocional e quase física. Só não bateu nela porque vários homens presentes se meteram no meio. A Flávia falou desde o começo que o PTB ajudou sim com o custo do ônibus, mas não ajudou com o imposto do ônibus, com as comidas que comemos todos os dias, hospedagem…tanta coisa. Enfim, foi triste dms. Esse moço é um louco, ficou criando confusão e a deputada da assembleia estava com ele na ligação, em frente ao supermerc, falando muita besteira e se levantando contra a organização de forma injusta. Meio muito sujo. A Flávia é uma mulher correta. Prestou conta com todos nós, falou sobre tudo isso. Nós não queríamos que esse moço entrasse no ônibus e falamos pra polícia. A polícia ficou do nosso lado. E deu a Flávia por certa. Triste por ver que a Micael é evangélica de mentira, por toda mentira e confusão que criou ao lado desse homem sujo que criou toda a confusão no ônibus.

  3. Tudo mentira… esse Valmir é um psicopata tava bebendo no ônibus desrespeitando a lei, brigou e gritou com todas as mulheres, o que é dele ele vai responder quero ver a brabeza dele com mulheres na delegacia de mulheres, e essa Mical diz que representa mulheres fica do lado de um louco contra as mulheres isso é revoltante

  4. A verdade sobre o fato que ocorreu e ocasionou no desgaste entre os patriotas que ali estavam, é que o Sr. Valmir estava portanto bebidas alcoólicas que é uma conduta totalmente desrespeitosa e proibida pelo proprietário do ônibus. Já chegou no intuito de bagunçar a viagem. Desrespeitou a Sr. Flávia Berthier com palavras de baixo calão e depois criou-se “murmurinhos” para os que ali estavam, sempre no intuito de colocar uns contra os outros, queria ali usufruir de regalias, achando-se superior à todos. O Sr. Valmir foi o responsável pela desordem gerada na viagem e a Sr. Flávia, fez o que era justo e acatou à vontade da maioria que ali não queria seguir viagem com um Sr. que agiu de forma horrível e sem caráter para atrapalhar nossa linda viagem. A caravana foi linda! Agradeço a Sr. Flávia Berthier que organizou tudo de forma incansável e fez o possível para que a caravana acontecesse.

  5. Um cara desse não tem noção , 45 mulheres passando mal , pressão baixa se ele entrasse no ônibus iria matar todas nós , e a grande maioria da caraca era mulher então decidimos que ele não ia entrar no ônibus e pronto . Já tinha sido devolvido o dinheiro deles.

  6. Participei dessa caravana e o que presenciei não é o relatado pela mídia. A confusão começou porque um participante de nome Walmir levou na bagagem um isopor lotado de bebidas e quando começou a beber foi informado que pelas normas da empresa não era permitido com isso, ele transformou essa proibição como sendo da coordenação do evento e começou a fazer determinados comentários, acusações mentirosas e desrespeitosas a uma mulher.
    A coordenadora da caravana Sra. Flávia Berthier não permitiu o retorno do participante Walmir porque a maioria dos participantes se sentiram ameaçados e solicitaram que ele não retornasse com o grupo.Isso é só uma pequena parte da confusão que essa pessoa fez.

  7. A deputada mical damasceno estava rindo na ligação de vídeo com o Valmir durante toda a confusão, todo o ônibus defendendo a Flávia e a coordenação. Deputada mical suja, grupo sujo, que bom que foram tirados do ônibus. A viagem depois que eles saíram ficou em paz. A mical não fez nada pela caravana, não nos procurou pra saber se estava tudo bem, a Flávia sustentou tudo, se preocupou com a nossa alimentação, estadia, tudo. A mical queria ganhar voto, não vamos votar nela. Não nos representa. Sem caráter. Ela é o grupo que ela mandou para atacar a Flávia durante toda a viagem todos os dias.

  8. Bando de mal caráter essa Deputada comunista, sou um dos passageiros,esse Valmir é um psicopata acolatra,Essa Flávia mostrou moral, expulsou os baderneiros, está de parabéns, mas vou deixar um conselho, fuja dessa comunista Flávia, você é uma mulher decente, seu nível é outro, nunca vi tanta excelência, do ônibus a hospedagem, parabéns e conte com minha família.

  9. Vamos para a verdade dos Fatos, como estou na Caravana Maranhense, O ônibus foi liderado pela Presidente Estadual do PTB Mulher Flávia Berthier para atos em Brasília não é palco de confusão.

    O Senhor WALMIR COELHO DA SILVA FILHO, no embarque em São Luís, transportando bebidas alcoólicas se programou para fazer festa durante a viagem, mais logo no início foi chamado atenção pelos motoristas do ônibus e pela organização da caravana. Não convencido de que deveria se comportar, iniciou uma série de ataques a senhora Flávia Berthier e a equipe de organização.

    Segundo o relato verídico tudo começou quando o senhor Walmir embriagado partiu para cima dos organizadores da viagem, proferindo muitas mentiras, acusações e calúnias, foi quando a direção da caravana percebeu que ele estava fora de controle, e buscaram uma forma que ele e mais 3 pessoas não fosse mais na viagem, reembolsando os valores para que pudessem retornar para São Luís.

    – Sobre a mudança de lugares dentro do veículo, ele chegou afirmando que possuía comorbidades e que gostaria de ficar no melhor lugar do ônibus, mais na caravana tinham mais de 10 senhoras com mais prioridade do que ele.

    – A responsável Flávia Berthie, com intuito de ajudar o Senhor Walmir Filho deixou a passagem dele por R$ 200,00 reais sendo que o valor normal para os homens era R$ 500,00.

    – O cidadão relata ter buscado mais informações e por não entender o lugar dele na caravana como participante, quiz impor a vontade dele na viagem tentando confundir os outros passageiros com mentiras.

    – Durante a confusão que o Senhor Walmir Filho criou e ampliou, ele de várias formas tentou agredir a Flávia e o marido entrou em legítima defesa.

    – Os demais integrantes do ônibus que na sua maioria mulheres se sentiram agredidas com a presença dele e decidiram não mais aceitá-lo no veículo..

    – A Deputada Mical Damasceno querendo demonstrar força e poder como autoridade pública tentou impor ao grupo de Mulheres que ele voltassem no veículo, alegando o pagamento do partido. (OBS: O partido patrocinou uma parte da viagem).

    – Relato real, a LIDER da Caravana decidiu parar na PRF para pedir ajudar e orientações aos policiais, ou até a retirada do mesmo do veículo, mais a orientação deles era fazer um registo na Polícia Civil contra o Senhor Walmir Filho.

    #A Verdade sempre vence..

  10. Bobagem! Agiu corretamente pois os desembarcados causavam bastante tumulto fazendo até com principalmente as senhoras que passassem muito mal. Agiu correto, agiu com serenidade e responsabilidade. Parabéns Sra Flávia Berthier por tbm seu aniversário hoje.

  11. Governador do Maranhão, Dino, está falando asneiras nesse momento, domingo dia 12, às 20 horas, na BandNews. Papinho de vigarista.
    como sempre, dando uma de Santinho do Pau Oco. Falando asneiras para o Brasil todo. Deus me livre desse papinho de comunistinha. Não sou obrigado a ouvir isso não, por favor!
    Desliguei.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.