Último dia: o legado do governo Flávio Dino

Hoje (31) é o último dia de governo Flávio Dino. Eleito em 2014 e reeleito em 2018, se passaram 7 anos e 3 meses de gestão. Entre erros e acertos, Dino deixa o governo sem cumprir sua principal bandeira de campanha: tirar o Maranhão dos últimos lugares do IDH e entrega o estado mais pobre da federação.

Entre os acertos, o governo atuou na saúde, com hospitais regionais e combate à pandemia, escolas de alvenaria e sistema prisional equacionado.

Outros erros, a gestão não deixa nenhuma atração de investimentos que gere emprego e renda, nenhuma ação que impacte as cidades mais pobres para que consigam encontrar vocação e pouca articulação com o governo federal para investimentos em obras mais robustas, mesmo no primeiro ano quando o PT ainda governava o país.

O saldo do governo de Flávio é muito aquém do esperado, quando ele mesmo pregava em suas campanhas que iria transformar o estado do Maranhão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.