Dos microfones para as urnas: apresentadores de rádio e TV que irão disputar as eleições deste ano

Marcial Lima, Wagner Silva e Leane Lago são alguns dos jornalistas que vão disputar a eleição 

Desde o dia 30 de junho, os pré-candidatos que são apresentadores e comentaristas de rádio e TV precisaram se afastar das suas atividades para concorrer ao pleito deste ano. Com isso, ficou mais claro quais os membros da imprensa maranhense que irão para urnas, pois já deixaram seus microfones há quase duas semanas.

Diferente de anos anteriores, desta vez são poucos jornalistas e radialistas que se arriscam a deixar seu público para tentar um mandato eletivo, aproveitando o fator da exposição midiática.

Dos mais conhecidos da capital, deixaram seus programas para concorrer a mandatos o vereador Marcial Lima, Leane Lago e Wagner Silva.

Marcial, por já ser parlamentar, tem estrutura para concorrer a uma eleição de deputado estadual. Ele entrou de férias da apresentação do programa Acorda Maranhão, da rádio Mirante AM, e já irá aproveitar pra se afastar até o final do processo eleitoral. Pré-candidato pelo Podemos, Marcial rompeu com o prefeito de São Luís Eduardo Braide e via sua candidatura ameaçada até que o partido foi tomado pelo deputado Fábio Macedo, garantindo com que ele possa concorrer.

O apresentador Wagner Silva, da TV Alternativa, para concorrer ao cargo de deputado estadual. É a primeira vez que o apresentador e proprietário da TV irá concorrer a um mandato eletivo. Ele ficou muito conhecido pelo programa “Shopping Tudo”.

Quem também deixou seu programa de TV para concorrer foi a apresentadora Leane Lago, da Band. Ela é pré-candidata a deputada federal pelo PSC e tem acompanhado as agendas do pré-candidato a governador Laehsio Bonfim. Ela foi candidata a vereadora de Anapurus nas eleições de 2020.

Jeisael não concorre

Destaque da eleição municipal de 2020, Jeisael segue na TV Difusora e não irá concorrer este ano

Uma das maiores expectativas do meio da imprensa para a disputa era do apresentador Jeisael Marx. Ele que concorreu a prefeito de São Luís nas últimas eleições teve uma ótima votação sem estrutura nem de perto igual a de outros candidatos e saiu bem cotado para ser candidato em outros pleitos.

Maior nome do partido Rede Sustentabilidade no Maranhão, Jeisael era cotado para concorrer a uma vaga de deputado federal, mas decidiu que iria continuar atuando como comentarista no Jornal da Difusora 1ª edição, na TV Difusora.

Em carta na qual anunciou que não iria concorrer divulgada no último dia 30, Jeisael fez duras críticas à legislação eleitoral, principalmente por este impedimento de continuar exercendo sua profissão na TV, assim como as mudanças impostas pela cláusula de barreira e a federação partidária, que uniu Rede ao PSOL.

Segundo a legislação, dia 30 de junho é a data a partir da qual é vedado às emissoras de rádio e de televisão transmitir programa apresentado ou comentado por pré-candidata ou pré-candidato. O descumprimento da regra pode acarretar o cancelamento do registro da candidatura, bem como a aplicação de multa para a emissora, caso a beneficiária ou o beneficiário seja escolhido em convenção partidária.

Um dos nomes da imprensa que fez mais sucesso na política foi o apresentador José Raimundo Rodrigues, que foi eleito deputado estadual e foi candidato a prefeito de São Luís com uma boa votação. Hoje, ele já está desiludido com a política e não pensa mais em se candidatar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.