Roseana deixará TCE desfalcado por pelo menos dois meses

tceO pleno do Tribunal de Contas do Estado (TCE) ficará desfalcado de um Conselheiro por pelo menos dois meses. Isto porque a vaga do Conselheiro Yêdo Flamarion Lobão será aberta em pouco mais de uma semana e a decisão da governadora Roseana Sarney (PMDB) sobre como a lacuna será ocupada ainda está longe de ter um fim. Tudo indica a destinação da vaga para o vice-governador Washington Oliveira (PT). Concorrem pela Assembleia Legislativa os deputados Max Barros (PMDB), Rogério Cafeteira (PMN) e César Pires (DEM).

O Conselheiro Yêdo Lobão participa na próxima quarta-feira da última sessão como membro da corte de Contas. Ele ainda terminará algumas atividades na Casa e o cerimonial do TCE prepara uma homenagem para o próximo dia 10, marcando o fim da Era Yêdo na Casa.

Segundo fontes com livre acesso à chefe do executivo, Roseana pretende indicar o vice-governador, mas esperará o processo de Eleição Direta do PT (PED), que será realizado em novembro. Indicar Washington agora o enfraqueceria no PED, já que ele passaria a ser conselheiro e não mais político.

O regimento Interno do TCE permite que o Tribunal funcione sem a totalidade de conselheiros. O artigo 38 do regimento diz que para as sessões plenárias o necessário é a formação com o quórum mínimo de quatro conselheiros. Com a saída de Yêdo, ficarão seis. Não há previsão de data para a definição da governadora.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *