Sem Roseana, Escutec aponta liderança de Weverton em 2022

Uma nova pesquisa Escutec foi divulgada neste sábado (03), pelo jornal O Estado do Maranhão, e apontou as lideranças de Roseana Sarney, Weverton, Flávio Dino e Lula, para a disputa eleitoral em 2022.

Como a ex-governadora tem dito que, neste momento, deve disputar uma vaga para a Câmara Federal, a pesquisa apresentou um cenário sem o nome de Roseana.

Neste cenário, o senador Weverton lideraria com 22%, seguido de Edivaldo com 18% e Brandão que teria 14%. Os demais não alcançariam dois dígitos. Nenhum dos candidatos foi respondido por 23%, enquanto que 16% não sabem em quem votar.

Senado – Para o Senado a liderança é do governador Flávio Dino (PSB). O socialista aparece com 50%, seguido de longe pelo senador Roberto Rocha com 21% e Josimar de Maranhãozinho (PL) surge com 5%. Já 15% afirmam não votar em nenhum candidato, enquanto que 9% não sabem em quem votar.

Presidente da República – Para a disputa da Presidência da República, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) segue sendo o preferido dos maranhenses. O petista teria 57%, contra 20% do atual presidente Jair Bolsonaro. Os demais não alcançaram dois dígitos. Cerca de 5% disseram que não votaria em nenhum, enquanto que 4% não decidiu o voto.

A pesquisa Escutec ouviu 2.400 eleitores, entre os dias 24 de junho e 01 de julho e margem de erro de 2 pontos percentuais.

Roseana e Weverton lideram pesquisa Exata

Nesta sexta-feira (2), a Pesquisa Exata, divulgada pelo programa Ponto e Vírgula, mostra a liderança de Roseana Sarney e de Weverton para o Governo do Maranhão. No cenário estimulado, ela pontua com 29%, seguida do senador Weverton Rocha, que tem 19%. O senador Roberto Rocha é o terceiro com 10%. Em quarto lugar está o ex-prefeito Edivaldo Jr. com 8%. O vice-governador Carlos Brandão alcança 6%. O deputado Josimar Maranhaozinho tem 5%, Dr. Lahesio Bonfim 4%, Simplício Araújo 2%. Nenhum/Branco/Nulo somou 7% e Não sabe/Não Respondeu 10%.

Para o Senado, o governador Flávio Dino lidera com folga com 41%. Logo em seguida, está a ex-governadora Roseana com 23%. O senador Roberto Rocha possui 12%, Edivaldo Jr. 5%, Josimar Maranhãozinho 4%, Othelino Neto 4%. Nenhum/Branco/Nulo somou 5% e Não sabe/Não Respondeu 6%.

A maior rejeição é da ex-governadora Roseana Sarney. 40% dos entrevistados disseram que não votaram de jeito nenhum nela. Em seguida vem o deputado Josimar Maranhaozinho, que tem 24% de rejeição.
A pesquisa foi realizada entre os dias 23 e 28 de junho e ouviu 1418 entrevistados em todo o Maranhão. A margem de erro é de 3,2% para mais ou para menos e confiabilidade de 95%.

Por unanimidade, Roseana Sarney é eleita presidente estadual do MDB

A ex-governadora do Maranhão, Roseana Sarney, foi eleita por unanimidade, na manhã desta sexta-feira (2), como presidente estadual do partido Movimento Democrático Brasileiro (MDB), no Maranhão. O ex-senador João Alberto passou a coroa para a “guerreira do povo”.

Roseana fez um discurso de unidade e fortalecimento da sigla, conduzirá os rumos da legenda para as eleições de 2022.

O deputado estadual Roberto Costa foi eleito como primeiro vice-presidente do diretório estadual do MDB. Quem também integra a nova direção da legenda são os deputados federais Hildo Rocha e João Marcelo.

A eleição foi realizada por voto direto e discreto. Para o Diretório Estadual foram eleitos 45 membros e 15 suplentes. Também foram eleitos 10 delegados e suplente à Convenção Nacional do MDB, além de eleita a Comissão de Ética e Disciplina e seus suplentes e a Comissão Executiva e o Conselho Fiscal da sigla no estado.

No total, 75 delegados votaram no pleito, sendo 64 de forma presencial e 11 na plataforma virtual. Todos os votos foram favoráveis à chapa de Roseana Sarney. Não houve, portanto, registro de votos negativos, brancos ou nulos.

Em entrevista, Roseana Sarney faz mistério sobre futuro do MDB

Em entrevista à TV Mirante, a ex-governadora Roseana Sarney, na manhã de hoje, 24, falou sobre o que esperar das eleições de 2022.

Cotada para ser presidente estadual do MDB no Maranhão, ela fez mistério quanto ao seu futuro e do seu partido e disse que vai dialogar com todas as legendas.

“Nós vamos conversar. Não tem nada definido. Vamos discutir o que é melhor para o povo do Maranhão”, disse Roseana.

Perguntada sobre seu futuro, Roseana foi enigmática, disse que seu nome está na mesa para 2022, mas não confirmou para qual cargo. Nos bastidores comenta-se que ela será candidata a deputada federal.

Na ocasião, Roseana ainda cutucou Bolsonaro, ao criticar a política nacional adotada no combate à pandemia no país.

MDB realiza convenção que confirmará Roseana presidente na próxima semana

O MDB do Maranhão realizará, na próxima sexta-feira (02), sua convenção estadual, oportunidade na qual a ex-governadora Roseana Sarney deverá ser conduzida à presidência da legenda.

A ascensão de Roseana ao comando do partido já havia sido publicizada pelo deputado estadual Roberto Costa, presidente do diretório municipal de São Luís e responsável pelas articulações políticas envolvendo a sigla.

A ex-governadora pretende concorrer, ao que vem, ao cargo de deputada federal, apesar do incentivo de alguns emedebistas para que ela dispute novamente o Governo do Estado ou tente eleger-se senadora mais uma vez.

A convenção do MDB terá início às 9h, na sede do partido, no bairro do São Francisco.

Em entrevista, Roseana Sarney diz que não quer sair da política

A filha do ex-senador José Sarney (completa 91 anos neste sábado), ex-governadora Roseana Sarney em entrevista ao programa da jornalista Leane Lago, confirmou que vai disputar a eleição de 2022 e disse que não pretende deixar a política.

“Eu entrei e não quero sair. Eu sou política, vou continuar sendo política, e estou pensando agora, em 2022, em voltar a ter um cargo eletivo. Vou colocar meu nome para que as pessoas possam analisar”, disse.

Aos 67 anos, Roseana conta que pensa em concorrer a deputada federal por ter um bom relacionamento em Brasília. Dentro dos seus planos de voltar à política, além de concorrer a um cargo eletivo no próximo ano, ela pensa em comandar o MDB no Estado.

Roseana quer a presidência do MDB do Maranhão

A ex-governadora do Maranhão, Roseana Sarney, anunciou, em vídeo, que deseja concorrer à presidência do partido MDB no Maranhão e já se adiantou pedindo o apoio dos filiados.

Cotada como pré-candidata a deputada federal em 2022, Roseana deseja voltar a política e liderar seu partido a fim de eleger o maior número de deputados e assim fortalecer a legenda.

A ex-senadora também disse que a executiva estadual do MDB decidiu prorrogar o mandato do atual presidente João Alberto em dois meses, ou seja, até a realização das eleições.

Roseana Sarney oficializa apoio a Jair Bolsonaro

O que já era fato nos bastidores foi oficializado na manhã desta segunda-feira (15). A ex-governadora Roseana Sarney e seu grupo definiram que irão a campo pela campanha do presidenciável Jair Bolsonaro neste segundo turno.

Leia também: Bolsonaro agora terá novos donos no Maranhão

Roseana e seu grupo usaram e abusaram dos governos petistas nos últimos anos. Mas na véspera do impeachment de Dilma Rousseff, apoiaram a queda e os deputados ligados ao grupo votaram pela cassação da petista. O grupo Sarney participa do governo Temer com vários cargos e Sarney Filho chegou a ser ministro do meio ambiente.

Como sempre foram governo, o sarneys já vislumbram o poder no governo bolsonarista, favorito para vencer a eleição presidencial. E como sabem bem, cobrarão a fatura pelo apoio.

Campanha de Roseana Sarney paga R$ 100 mil para Escutec, que divulga pesquisa amanhã

Conhecido pela sua ligação com o clã Sarney, o Instituto Escutec recebeu R$ 100 mil da campanha da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) e aparece em quinto lugar no ranking de fornecedores da candidata, conforme aponta o Sistema de Divulgação de Candidatura e Contas Eleitorais (DivulgaCand) do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) .

Para piorar, o instituto vai divulgar levantamento sobre a corrida eleitoral no Maranhão nesta quinta-feira (06) contratada pela empresa oficial do jornal O Estado do Maranhão, de propriedade da família Sarney, a tendência é que esta seja a única pesquisa a não indicar vitória em primeiro turno do candidato à reeleição, Flávio Dino (PCdoB).

O Escutec tem como proprietário o empresário Fernando Júnior. Em 2015, o dono da Escutec foi preso pela Polícia Federal alvo da Operação Attalea, que investigava fraudes em licitações e contratos no município de Anajatuba, esquema conhecido como “Máfia de Anajatuba”.

Erros históricos

Além da ligação com escândalos de corrupção, o Instituto Escutec também é conhecido por erros históricos. Exemplo recente é das eleições de 2016, quando o instituto apontava segundo turno entre os candidatos Edivaldo Holanda Júnior (PDT) e Wellington do Curso (PSDB). Errou feio. Edivaldo acabou vencendo as eleições no segundo turno, mas contra Eduardo Braide (PMN).

Rejeição a Roseana Sarney aumenta, diz pesquisa Econométrica

Candidata ao governo pelo PMDB, Roseana Sarney segue como a mais rejeitada entre os eleitores maranhenses. É o que revela a primeira pesquisa de intenção de votos TV Guará/Econométrica, divulgada neste sábado (1º).

Roseana não é opção de voto para 47,1% dos entrevistados, seguida por Roberto Rocha (PSDB) com 26,3% e Flávio Dino (PCdoB) com 23,4%. Maura Jorge (PSL) foi citada por 19,5%, Ramón Zapata (PSTU) por 17,3% e Odívio Neto (PSOL) por 12,7%. Os entrevistados que não sabem ou não responderam chegam a 12,1%.

O estudo indica que a rejeição à filha do oligarca José Sarney aumentou. Segundo projeção do Ibope, contratada pela TV de sua família e divulgada no último dia 23, 41% dos eleitores disseram não votar em Roseana de jeito nenhum.

A pesquisa TV Guará/Econométrica foi registrada no TSE sob o número MA-08877/2018. O intervalo de confiança é de 95% com uma margem de erro de 2,61%.