Equipes do Programa Saúde da Família de São Luís voltam a atender em casa

psfSeguindo determinação do prefeito Edivaldo, a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) está retomando as visitas domiciliares das equipes do Programa Saúde da Família (PSF). Há cinco anos, as visitas domiciliares estavam suspensas por falta de estrutura do programa e, com a reorganização do serviço de Atenção Básica desenvolvida pela atual administração municipal, foram disponibilizados veículos para o deslocamento das equipes até os usuários do SUS e suas famílias.

“Prestar assistência de saúde no ambiente familiar é uma forma de garantir também o envolvimento das pessoas nos tratamentos, chamar a atenção delas para a necessidade de ter hábitos saudáveis de vida e construir novas relações entre os usuários do SUS e a equipe do PSF. Tudo isso será feito de forma humanizada e acolhedora”, afirmou a secretária de Saúde, Helena Duailibe.

O cronograma inicial inclui 53 unidades básicas de saúde, em que uma equipe realizará visitas nas residências de idosos, acidentados, mulheres no pós-parto, pessoas com limitações físicas e pacientes da rede de urgência e emergência que tenham recebido alta, mas necessitem de acompanhamento. A equipe de visita médica é formada por um médico generalista, um enfermeiro, um auxiliar ou técnico de enfermagem e agentes comunitários de saúde.

As demandas de visitas das equipes do PSF serão identificadas pelos agentes comunitários de saúde nas atividades externas às unidades de saúde. O atendimento contará com o suporte de toda a rede municipal de saúde que atua como apoiadora das ações de atenção básica. Nas visitas domiciliares, as equipes do PSF, além de prestarem assistência ao doente, também orientam sobre os procedimentos na rede municipal que devem ser buscados pelos demais integrantes da família.

4 pensou em “Equipes do Programa Saúde da Família de São Luís voltam a atender em casa

  1. Ola pessoal boa noite. tenho uma de tres anos e meio com paralisia cerebral epilepsia grave e gastroninada e com disfagia grave. ela precisa de uma junta mmedica que possa dar i

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *