Apartamento pega fogo no bairro Calhau em São Luís

Um apartamento pegou fogo no fim da tarde desse sábado (6) no bairro Calhau, em São Luís.

O apartamento é localizado no 5º andar do condomínio Grand Park Pássaros.

O Corpo de Bombeiros foi acionado às 18h e uma equipe foi enviada até o local.

Alguns moradores foram evacuados de alguns apartamentos. Ainda não há informações sobre feridos.

A região foi isolada e um caminhão pipa deve ajudar no combate às chamas.

Braide decreta suspensão de atividades presencias da Prefeitura de São Luís por 10 dias

Seguindo os exemplos da Assembleia Legislativa e da Câmara de Vereadores, o prefeito de São Luís, Eduardo Braide, decretou, nesta quinta-feira (4), a suspenção das atividades presenciais na Prefeitura por 10 dias.

Segundo o decreto n° 56.887/2021, as atividades municipais presenciais estarão suspensas de 5 de março (sexta-feira) até 14 de março (domingo).

“Temos trabalhado fortemente no combate à pandemia. Ampliamos os leitos, melhoramos os serviços, estamos priorizando a vacinação. Mas diante do cenário que tem se apresentado, essa medida se faz ainda de maior urgência para que possamos preservar a vida das pessoas”, disse o prefeito.

Estão mantidos os serviços essenciais. As atividades das secretarias funcionarão em horário reduzido, das 09h às 16h.

Os serviços de combate à propagação da Covid-19, tramitarão em regime prioritário.

Acesse aqui a íntegra do Decreto 56.887/2021, da Prefeitura de São Luís.

Eduardo Braide entrega mais 30 leitos exclusivos para Covid-19 em São Luís

Mais de 30 leitos exclusivos foram entregues nesta quinta-feira, 4, pelo prefeito de São Luís, Eduardo Braide para o combate à Covid-19 na capital.

Os novos leitos, sendo 14 com suporte avançado, foram disponibilizados na Unidade Mista do Bequimão. O espaço para o atendimento a pacientes com coronavírus é separado.

Eduardo ressalta que os novos leitos vão contribuir para desafogar a rede de saúde na capital. “Encerrando a primeira etapa do nosso plano vamos entregar nos próximos dias mais 10 leitos de UTI no Hospital Universitário e o ambulatório de atendimento pós-Covid que também vai funcionar aqui na Unidade Mista do Bequimão”, destacou.

A rede municipal de saúde chega a 110 leitos exclusivos para o tratamento de pacientes com coronavírus. O Plano Municipal de Enfrentamento às Síndromes Respiratórias prevê a abertura de 120 leitos na capital.

Edivaldo diz que foi eleito no pior momento da crise e ainda assim está deixando legados em São Luís

O prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, concedeu entrevista à rádio São Luís na manhã desta quarta-feira (5) para falar sobre a programação do aniversário de São Luís que inicia amanhã (6) com o Sarau Histórico. O prefeito acabou falando muito sobre a administração e o que já fez nestes 5 anos e oito meses como prefeito.

Edivaldo afirmou que assumiu no pior momento com a crise econômica, mas ainda assim, deixou uma marca na cidade. “Eu fui escolhido para administrar a cidade no pior momento. De 2013 pra cá a crise só agravou. Não tem sido fácil para os prefeitos. No mês de julho tivemos uma queda de 37,7% de FPM comparando com o mesmo mês do ano anterior. É um desafio diário. Mas mesmo assim temos trabalhado com muita responsabilidade. Temos conseguido trazer muitos avanços para a cidade e deixando muitos legados. Nossa gestão já deixou muitos legados”.

O prefeito citou como alguns destes legados a mudança no transporte, Ecopontos, urbanização dos bairros, iluminação, obras no Centro, regularização fundiária e o fim do lixão da Ribeira.

Sore o transporte, o prefeito destacou a colocação de ônibus com ar condicionado, os ônibus articulados, a renovação de 75% da frota, redução da idade média dos ônibus de 10 para 4 anos, bilhete único, cartão criança, recarga embarcada e a licitação do transporte coletivo, que muitas cidades grandes como São Paulo não conseguiram fazer e São Luís conseguiu. “Muitas dos compromissos a oposição dizia que era promessa de campanha e não iria acontecer. A licitação aconteceu, o bilhete único aconteceu. Hoje, o usuário faz a integração em qualquer parada. E o wifi nos ônibus será implantado já neste segundo semestre. Na primeira campanha, eu fui motivo de chacota por um candidato opositor que disse que GPS não era para São Luís e eu estava fazendo proposta para Londres. Achavam que era discurso. Nós provamos que é importante. Você tem o GPS e o App Meu ônibus, baixado por 200 mil usuários. Hoje, o usuário sabe qual o horário exato que o ônibus vai passar e se programar”.

A política de reformas de espaços públicos como grandes praças nos bairros e a maior obra de recuperação do Centro Histórico em parceria com o IPHAN também foram destaque.

“Quando se fala em infraestrutura, é importante lembrar que em São Luís o primeiro semestre é praticamente todo de chuvas. No período em que as pessoas reclamam muito que chove, abre buracos, e não temos como fazer asfaltamento com chuva. A prefeitura tem que diminuir o ritmo. Com a passagem da chuva, podemos intensificar o trabalho. E é o que temos feito com o programa Asfalto na Rua. Já urbanizamos e pavimentamos muitos bairros. Hoje estamos na Vila Brasil, na Cidade Operária, na Estiva, no Rio Anil e em outros pontos. Vamos fazendo dentro de um planejamento e inclusive buscando recursos fora para fazer”. O prefeito relembrou lugares que tiveram maior recuperação como Residencial Paraíso, Pontal da Ilha, onde não havia nenhum vestígio de serviço público.

Edivaldo afirmou que segue ouvindo as pessoas. “Desde vereador eu ando pela cidade, converso com as pessoas, procuro dar solução aos problemas. A cidade tem um prefeito que é apaixonado pelo que faz”.

Choveu muito, mas se não fosse tanto lixo obstruindo as galerias…

Muito lixo obstruiu a drenagem do Mercado Central

Claro que devemos sempre cobrar ações do poder público municipal e a capital maranhense teve muitos problemas nesta quarta-feira (14) em virtude das fortes chuvas que castigaram a cidade. Mas, é necessário novamente consciência de cada um para não descartar lixo de maneira irregular para não obstruir o sistema de drenagem.

Desde as primeiras horas da manhã as equipes da Prefeitura de São Luís estavam nas ruas para minimizar os alagamentos na cidade. Por causa do grande volume de chuva que vem caindo desde a madrugada, os problemas foram registrados em alguns pontos da capital, sobretudo em áreas em que há o descarte irregular de lixo, o que acaba entupindo galerias e bueiros por onde a água escoaria.

No Mercado Central, onde mais uma vez foi recolhido um expressivo volume de lixo, inclusive com restos de construção civil. Outros pontos que também receberam assistência foram as avenidas Colares Moreira e Beira-Mar e a Curva do 90. O trabalho segue agora pela tarde em mais regiões em que houve acúmulo de água.

Durante todos os meses do ano a Prefeitura desempenha serviços de drenagem, limpeza de galerias e canais, mobilizando um grande aparato, com máquinas retroescavadeiras para limpar canais e um sistema de caminhão hidrojato. O trabalho é intensificado no período chuvoso, que este ano tem se mostrado rigoroso, confirmando a previsão meteorológica de superar a média histórica de volume de água.

Com tanta chuva, o sistema de drenagem da cidade precisa fluir adequadamente para evitar as inundações. Para isso, é preciso também contar com o apoio da população, evitando o descarte irregular, que é corriqueiro em pontos em que geralmente se tem problema de alagamento na cidade.

Com o poder público agindo e a população fazendo a sua parte, os problemas decorrentes das chuvas serão minimizados.

Ônibus de três empresas não circulam hoje na capital

Nesta quarta-feira (10) ônibus de três empresas não vão circular em São Luís devido à falta de regularização de pagamento. Os veículos das empresas São Benedito (garagem no Recanto dos Vinhais); Matos (garagem no bairro de Fátima) e Marina (garagem na Vila Flamengo, Maiobão) não sairão das garagens durante o dia, confirma Sindicato dos Rodoviários do Maranhão por meio de nota.  Os bairros mais afetados com a falta de ônibus serão São Raimundo, Cidade Operária e Cidade Olímpica.

Além da regularização do salário, os trabalhadores também exigem direitos como o plano de saúde, que segue suspenso por falta de pagamento, assim como o plano odontológico, o ticket alimentação e parte do décimo terceiro.

Isaias Castelo Branco, presidente do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão, estará desde as sete da manhã na garagem da empresa São Benedito, para os esclarecimentos necessários, conforme solicitação da imprensa.

Até às 17h desta terça-feira (9) apenas cinco das 20 empresas de ônibus atuantes em São Luíshaviam regularizado os pagamentos dos seus funcionários.

Prefeitura de São Luís paga salários dos funcionários na sexta-feira

A Prefeitura de São Luís pagará os salários referentes ao mês de novembro nesta sexta-feira (1º), novamente antecipando o calendário que marca o dia 5 de dezembro como data oficial. O executivo municipal vem se destacando em cenário nacional, devido à política de quitação dos vencimentos em dia do funcionalismo. Em um comparativo com outros municípios, a capital maranhense está cumprindo e antecedendo o pagamento da folha cujas datas foram aprovadas e confirmadas no Decreto nº 48.875.

Além do pagamento salarial em dia, a primeira parcela do 13° salário já foi quitada e para a segunda, a previsão é que, até o dia 20 de dezembro, o dinheiro seja depositado nas contas dos servidores municipais. “Realizar o pagamento em dia dos servidores é uma das prioridades da nossa gestão que permanece investindo na cidade e naqueles que atuam no funcionalismo público. Com trabalho e planejamento temos conseguido avanços em diversas áreas a exemplo da educação, infraestrutura e saúde, mesmo diante da crise”, destacou o prefeito Edivaldo.

O secretário municipal de Fazenda, Delcio Rodrigues, também enfatizou que apesar da crise, São Luís tem realizado diversas ações para aumentar a arrecadação municipal e vem se destacando com a política de pagamento salarial aos seus servidores. “Todos os municípios do país sofrem o impacto da crise economica e financeira nacional, não tem nenhum imune, mas a gestão do prefeito Edivaldo se mantém empenhada em efetuar o pagamento salarial em dia. Esta é uma das prioridades desta gestão, que vem trabalhando firme pelo bem daqueles que formam o funcionalismo municipal”, assegurou Rodrigues.

RECEITAS TRANSFERIDAS

Conforme dados da Assessoria de Receitas Transferidas da Semfaz, no acumulado de janeiro a junho de 2017, o órgão registrou queda real das receitas (transferidas e próprias) de 3,88%. Já no acumulado de janeiro a julho, houve um pequeno aumento de 0,72%, que está auxiliando na quitação de diversas contas públicas e investimentos na cidade. Neste período, recursos provenientes do IPTU e da Emenda Constitucional n° 84/2007 (que altera o art. 159 da Constituição Federal para aumentar a entrega de recursos pela União para o Fundo de Participação dos Municípios), também entraram nas contas públicas, o que influenciou nestas receitas.

Com o registro, a Prefeitura de São Luís efetuou o pagamento da primeira parcela do 13° salário dos servidores municipais. Para 2018, a previsão é de que a atual gestão se mantenha efetuando o pagamento dos servidores municipais em dia. O Governo Federal prevê, ainda, em dados divulgados pelo Portal Brasil, o crescimento da economia de 2% para 2,10% ainda nos primeiros meses do próximo ano, uma boa notícia para os brasileiros.

Professores protestam contra “Escola sem partido” na Câmara Municipal de São Luís

O projeto “escola sem partido”, de autoria do vereador Chico Carvalho, continua gerando polêmica. O projeto já foi retirado para de pauta para ser mais discutido, com audiências públicas. E nesta segunda-feira (27) um grupo de professores esteve na galeria da Câmara Municipal pedindo o arquivamento do projeto.

O vereador Astro de Ogum (PR) saiu da presidência da sessão para dialogar com os professores sobre a temática. Ele marcou uma reunião para esta terça-feira (28) com os professores para discutir a tramitação do projeto.

O vereador Sá Marques se posicionou duramente contra o projeto. “Eu tenho respeito pelo vereador Chico Carvalho. Mas o projeto já caiu em todos os tribunais brasileiros. Este projeto amordaça o professor. Uma crítica política, uma crítica salutar não pode ser tolida. O professor tem que conscientizar o aluno para lutar pelo seu direito. Não existe este negócio de doutrinação. Abra a página da escola sem partido e você vê que é um atormento à liberdade de expressão”, afirmou.

Negra Li na Feira do Livro de São Luís

A programação artístico-cultural também está presente em todos os dias da 11ª Feira do Livro de São Luís (FeliS). Ao todo, 10 performances poéticas, sete intervenções artísticas, 60 contações de história, sete espetáculos circense de rua, uma orquestra, um pocket show, DJ, 10 saraus musicais, apresentações de blocos afros e de blocos tradicionais incrementam ainda mais o evento. Neste sábado (18), a cantora e rapper Negra Li faz um pocket show, às 20h, no Anfiteatro Beto Bittencourt. No mesmo local, às 18h, tem Orquestra Filarmônica de Sopros Sesc Musicar, e às 21h, tem apresentação de reggae com o DJ Ademar Danilo.

Além disso, contações de histórias, música, dramatizações, apresentações artísticas e de projetos das escolas públicas municipais de São Luís, dança, pintura de rosto, oficinas, dobraduras e jogos educativos animam o Espaço Criança Sesc/Semed de Leituras com performances e intervenções artísticas. Neste sábado (18) a Tapete Criações Cênicas faz contação de histórias às 16h, seguida da Cia do Imaginário. Às 18h30 a criançada se diverte com o grupo Porandura. Na rua, o Coteatro faz a intervenção “Um passsarinho me ensinou”, com histórias para o público. Já no Café Literário (Odylo Costa, filho), às 17h, tem sarau musical “Brilhando no Café: Maria Firmina em verso e prosa”, da Escola de Música Lilah Lisboa.

São 53 atividades artísticas selecionadas pelo Sesc, correalizador do evento. “O Sesc selecionou alguns livros para garantir o sorteio aos participantes para que eles pudessem adquirir gratuitamente livros das apresentações que estavam assistindo. Todas as performances, espetáculos urbanos, cênicos e musicais foram selecionados por uma curadoria e foram levados em consideração o conceito de trabalho que o Sesc desenvolve e a literatura feminina, tema desta edição, além de valorizar as escritoras negras e a poesia local”, ressaltou Betânia Pinheiro, Técnica de Cultura do Sesc, responsável por literatura.

CASA DO MARANHÃO

Na Casa do Maranhão, às 17h, o Auditório 3 (Cantos a Beira Mar) recebe o escritor carioca Gustavo Lacombe, que retorna a São Luís após sucesso de público no ano passado. “É sempre muito bom voltar para os lugares em que fomos bem recebidos e bem acolhidos. Comecei a fazer feiras do livro ano passado e todos os lugares que voltei este ano vejo renovação de público e que as palestras tem rendido de forma diferente. Voltar para São Luís é ratificar isso e ter a certeza que o trabalho tá sendo bem feito. Até as fotos que eu tirei aqui são as que uso até hoje para divulgação e que pedi para colocar nas orelhas dos meus livros, porque foi muito bacana da outra vez, superou minhas expectativas e a gente acaba voltando com entusiasmo”.

No Café Literário, às 17h30, tem a roda de conversa “A função social da Literatura”, com Joãozinho Ribeiro, Celso Borges, Márcia Manir Miguel Feitosa (UFMA), e mediação de Diana Oliveira (Seduc). No Centro de Cultura Negra do Maranhão tem o lançamento da revista Zumbi, das 11h às 16h30.

Já na Casa do Escritor Maranhense (Cine Praia Grande), tem lançamento a partir das 16h. Serão lançados: “Diário Mágico: um segredo para contar”, de Sharlene Serra, “A Bruxinha Lelenzinha e as cores”, de Anízia Nascimento, “Contramaré”, de Samara Volpony, “Maranhão 666”, de Ramusyo Brasil. A Academia Maranhense de Letras (AML) faz o lançamento das novas edições 2017 com as obras: “Meus dias na cadeia”, de Adelman Correia, “Sangue Azul”, de Alex Brasil, “10 estudos”, de Bandeira Tribuzi, “O Newton do BrasilIvan”, de Cícero Monteiro de Sousa, “Congresso das garças”, de Ivan Sarney, “O entrevistador de lendas”, de José Ewerton, “Poesia reunida”, de Laura Rosa, “Casa, crônicas e outras memórias”, de Lino Moreira, “Casa blanca”, de Lourival Serejo, “A literatura na cidade”, de Ronaldo Costa Fernandes, “Maria Celeste da terra e do mar”, de Waldemiro Viana.

PROGRAMAÇÃO CULTURAL

Entre os contadores de história a programação conta com a Tapete Criações Cênicas, Xama Teatro, Cia do Imaginário, Coteatro, grupo Poranbuba, Laborarte e Tamara Marques. Tem espetáculos de circo, teatro, dança e mímica, como “Um dia de Clow”, com Gilson Cesar, “Juju Carrapeta”, com Julia Emilia, “O Caso da Galinha Bujica”, com alunos do Odylo Costa, filho, “O Circo de dois palhaços Só”, da Cia Cambalhotas, além das intervenções “Um passarinho me ensinou”, da Coteatro, “O Realejo”, com Gilson Cesar, “Os Telepatas” e “Voadores”, do O circo tá na rua, “Palavras Viajantes”, da Tapete Criações Cênicas, “Poesias Efêmeras” (performance poética), com Tairo Lisboa. O Coletivo Linhas faz intervenção com os Bolsões de Livro, no Pé de Livro, para troca de livros, durante todos os dias de evento.

Confira a programação completa em www.feiradolivrodesaoluis.com.br

Em função do Enem, 100% da frota de ônibus circula neste domingo

Os estudantes da capital terão neste domingo (5) e no próximo (12) em que serão realizadas as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) toda frota de ônibus de São Luís circulando de forma integral. Além disso, a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) vai ordenar o trânsito em pontos estratégicos e de maior fluxo durante a aplicação da prova.

O ENEM ocorrerá em escolas distribuídas por toda a capital e a movimentação é grande nas horas que antecedem o exame. Desde às 9h da manhã viaturas e motocicletas da SMTT estarão posicionados para liberar e facilitar o acesso aos locais de prova, evitando possíveis colisões e bloqueios viários.

Normalmente, aos domingos, o transporte público circula com frota reduzida, porém a
Prefeitura de São Luís, por meio de portaria, viabiliza as empresas do Sistema de
Transporte Urbano de São Luís operar nos dias 5 e 12 de novembro, das 7h às 11h e das 14h às 18h, com frota total, da forma como opera nos dias úteis.

As linhas abaixo relacionadas deverão ter sua operação reforçada: Linha 311- Campus/Terminal Praia Grande (11 carros); Linha 305 – Campus/Praça Deodoro (06 carros); Linha T 070- Uema/Ipase (32 carros) e Linha T 090 – Terminais via BR 135 (21 carros).

Veja alguns pontos que receberão apoio ao trânsito durante o ENEM na capital.

1 – Avenida Jerônimo de Albuquerque: Elevado da Cohama, Atacadão Nordeste, Entrada
do Bequimão, Angelim (semáforo), Rotatória da Cohab (Avenida São Luís Rei de França, Avenida São Sebastião).
2 – Rotatória da Forquilha com Cruzeiro do Anil.
3 – Cruzamento do Parque Vitória, Posto Natureza.
4 – Interseção Avenida São Sebastião com a Avenida Santos Dumont.
5 – Rotatória da Polícia Militar (Calhau).
6 – Rotatória Avenida dos Holandeses com a Avenida Daniel de La Touche.
7 – Faculdade Pitágoras/FAMA (São Luís Rei de França).
8 – Ceuma Anil, UNDB, Canto da Fabril, Cabeceira da Ponte do São Francisco, Cest(Anil), Cintra, pontos estratégicos no Centro.

* Locais não citados nesta lista podem ser inseridos de acordo com a necessidade.