Mutirão ‘Mais IDH’ em mais oito municípios

maisidhA segunda etapa de itinerância do Mutirão ‘Mais IDH’ contemplará mais oito municípios com os menores Índices de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) do Maranhão, levando serviços de saúde e cidadania para a população que mais precisa. A emissão de documentos é importante, especialmente para a comunidade mais carente, pois sem eles é impossível acessar a programas sociais, cursos e até mesmo atendimento médico.

Em Serrano do Maranhão, dona Edinete dos Santos, 45 anos, levou as duas filhas para retirar as carteiras de identidade e de trabalho. Ela é lavradora, mora em uma comunidade quilombola e sua renda corresponde a aproximadamente R$ 375, oriundos do Programa Bolsa Família.

“A pessoa sem ter o documento não pode sair para lugar nenhum, às vezes elas querem fazer um curso, sair para trabalhar, mas é necessário ter os documentos. Tem que ter documento para ir ao hospital”, explica a lavradora Edinete dos Santos, ao comentar a importância do Mutirão ‘Mais IDH’.

O Plano de Ações ‘Mais IDH’ foi lançado pelo governador Flávio Dino para aumentar os indicadores sociais das cidades que estão na condição de extrema pobreza. O ‘Mais IDH’ envolve a articulação de diversas secretarias estaduais para ações estratégicas de promoção da melhoria da qualidade de vida dos maranhenses nos 30 municípios com menor IDHM, dentre as ações está a realização do Mutirão ‘Mais IDH’.

A aposentada Clara Caldas veio de Apicum-Açú, há 60 quilômetros, para trocar a identidade datada de 1986. Sem o documento atualizado, ela não consegue resolver no banco assuntos referentes a aposentadoria. Se não fosse até Serrano, a mulher teria que viajar até São Luís para trocar a documentação, com a ação do Estado ela economizou tempo e dinheiro.

“Agora que eu aposentei estou tirando minha identidade, eu ia para São Luís tirar, como minha filha disse que estavam tirando aqui em Serrano aproveitamos. Nós íamos pagar quase R$ 200 só de passagem”, destacou a aposentada.

Também foram oferecidos serviços de saúde, quem compareceu ao posto pôde fazer testes rápidos de HIV, Hepatites B e C, sífilis, exames preventivos, além de consultas médicas e vacinação. Através do Mutirão ‘Mais IDH’, a lavradora Gilmare Araújo teve acesso a medicamentos para o marido que está com leishmaniose.

“A nossa população estava precisando, principalmente, as pessoas carentes, que em Serrano são maioria. Um remédio desses chegando de graça para as pessoas é bom demais”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *