PPS fica sem comando e tem futuro incerto no Maranhão

paulowellington

Paulo Matos diz que não quer mais ser presidente e Wellington não deve nem ficar no partido.

Com a filiação da deputada Eliziane Gama à Rede Sustentabilidade, o PPS ainda não tem futuro certo e começará a discutir seus novos rumos. O partido fará reunião nesta quinta-feira (1º) para decidir como ficará o comando da legenda. Os principais líderes do partido hoje, deputado Wellington do Curso (vice-presidente) e o suplente de senador Paulo Matos (secretário geral) não sabem no momento o que será do PPS.

O deputado Wellington do Curso, pego de surpresa com a filiação de Eliziane, disse que ainda não tem uma avaliação pronta e não sabe sequer se continua no partido, pois já tinha uma pré-candidatura à Rede também. “Não sei ainda como ficará o futuro do partido, pois já tinha uma pré-filiação à Rede. Ainda não fiz uma avaliação da conjuntura ainda”.

O secretário geral do partido, Paulo Matos, afirmou que será discutido ainda o comando do partido. Mas ele que já foi presidente da legenda garante que não volta ao cargo. “Vamos analisar. Mas eu não volto à presidência. Já dei minha contribuição no cargo e eu pedi pra sair”, pontuou.

Matos diz que o caminho natural do PPS deverá ser o apoio a Eliziane Gama nas eleições de 2016.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *