Luciano retira candidatura e Leonardo Sá será o candidato de Flávio em Pinheiro

lucianoflavioleonardoothelino

Blog da Silvia Tereza – O suplente de deputado Luciano Genésio (PP) retirou candidatura a prefeito de Pinheiro, na noite desta sexta-feira (05), em nome da união da oposição contra o atual prefeito Filuca Mendes (PV), e apoiará a candidatura do vereador e médico Leonardo Sá (PCdoB) que formou coligação com a força de 16 partidos. A esposa do pepista,  Thaísa Hortegal (PCdoB), será a  candidata a vice-prefeita na chapa.

A reviravolta se deu por conta da intervenção forçada e manipulada do PP nacional, na quinta-feira (05), impedindo a chapa Luciano Genésio, candidato a prefeito, e Leonardo vice-prefeito. A inesperada estratégia da oposição cai agora como uma bomba nos planos de reeleição do prefeito de Pinheiro, Filuca Mendes (PV),  tido como o “estimulador” da decisão do PP.

Com tentáculos em Brasília, leia-se o senador Roberto Rocha (PSB), Filuca Mendes (PV), havia se mexido em uma trama para provocar uma intervenção no Partido Progressista (PP) em Pinheiro, impedindo a aliança com o PCdoB do vereador Leonardo Sá. Desesperado por ver seu projeto de reeleição ir por água a baixo, o alcaide pensou que estivesse “dando um golpe” em Luciano Genésio, mas o feitiço virou contra o feiticeiro no último prazo da convenção.

Segundo o deputado estadual Othelino Neto (PCdoB), que apoia a oposição em Pinheiro,  a intervenção no PP foi uma violência contra a vontade de mudança manifestada pela população.  “A resposta nós vamos dar nas urnas com a oposição unida”, disse.

Entenda o caso

O senador Ciro Nogueira, presidente nacional do PP, determinou, na quinta-feira (04), que a legenda não compusesse com o PCdoB no município, o que inviabilizou a chapa governista encabeçada pelo suplente de deputado Luciano Genésio.

Desesperado com a possibilidade de não se reeleger, Filuca cobrou a fatura do PP pelo voto do filho, o deputado federal Victor Mendes, a favor da admissibilidade do impeachment de Dilma Rousseff (PT) na Câmara Federal. Foi buscar apoio com Roberto Rocha para a trama.

Primo da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), o prefeito apostava na divisão da oposição para vencer em outubro. No entanto,  semana passada, a oposição decidiu se unir e o médico Leonardo Sá retirou candidatura a prefeito para ser vice de Luciano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *