Caso Bruno: Diego Polary é condenado a 8 anos de prisão

Os três réus foram condenados, mas vão recorrer em liberdade

Do MA10 – Os  três acusados da morte do advogado Brunno Matos, assassinado em outubro de 2014 após discussão em uma festa na foram condenados pelo Juri Popular. O julgamento realizado pelo 2º Tribunal do Júri resultou na condenação de o Carlos Humberto Marão Filho, Diego Henrique Marão Polary e João José Nascimento Gomes.  Diego Polary foi condenado a oito anos, Cláudio Marão pegou uma pena de seis anos e João José Nascimento Gomes foi senteciado a um ano de prisão.

Os condenados devem responder em liberdade, até o o julgamento do recurso em segunda instância que será feito pelo Tribunal de Justiça. Caso o TJ mantenha a condenação eles devem iniciar o cumprimento da pena. Os três réus foram sentenciados pelo Tribunal do Juri pelo homicídio e as duas tentativas de homicídio – contra o irmão de Brunno, Alexandre Matos, e do amigo Kelvin Kim Chiang – resultaram de uma discussão, decorrente de quebra de retrovisores de alguns veículos que estariam obstruindo o acesso à garagem da residência do acusado Marão Filho, localizada na Rua dos Magistrados, no bairro do Olho d’Água.

O advogado Brunno Matos, de 29 anos, foi assassinado a facadas na madrugada do dia 6 de outubro de 2014. Alexandre Matos e Klevin Chiang também foram feridos com arma branca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *