Grave denúncia levantada por Roberto Costa

O deputado Roberto Costa (PMDB) levantou uma acusação muito séria hoje (19) na Assembleia Legislativa do Maranhão. Costa denunciou que o ex-gerente geral da Caixa Econômica Federal da Avenida Kennedy, José Soares Correia, teria sido nomeado Secretário Adjunto de Administração e Finanças da Secretaria Municipal de Educação (Semed).

Segundo o deputado, ele poderia estar por trás do desaparecimento dos R$73,5 milhões de convênio entre Estado e prefeitura. A nomeação aconteceu tempo depois da celebração dos convênios que estão sendo investigados pela “CPI dos R$ 73 milhões”.

Essa denúncia é um fato novo para as investigações da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que está apurando o sumiço dos R$ 73,5 milhões provenientes de convênios firmados entre Prefeitura de São Luís e Governo do Estado, em 2009, para a construção do elevado da Forquilha e prolongamento da Avenida Litorânea.

Segundo rastreamento feito mediante autorização judicial, os recursos dos convênios teriam passado das contas-convênio da Prefeitura de São Luís, no Banco do Brasil, para as contas da Prefeitura na agência da Caixa Econômica Federal da Avenida Kennedy, justamente agência na qual José Soares Correia era gerente geral até então. Depois disso, ele teria recebido a nomeação em um cargo estratégico da administração municipal de São Luís.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.