Revogação da Lei mostra que houve irregularidade

Assembleia Legislativa: crise continua profunda.

A Assembleia Legislativa deixou claro na sessão de ontem (13) que houve ilicitude na aprovação da Lei antibabaçu. O deputado César Pires (DEM) apresentou projeto de revogação da Lei, que foi aprovado. A revogação é uma confissão de que não houve lisura na aprovação da lei, caso contrário, não haveria necessidade de revogação.

Segundo a denúncia, empresários da construção civil teriam pago R$ 1,5 milhões para aprovar o projeto que libera derrubada de babaçuais em área urbana tendo como contrapartida a compensação ambiental.

Foram 28 parlamentares votando a favor da revogação total dos efeitos da lei. Apenas o presidente Arnaldo Melo (PMDB) e Vianey Bringel (PMDB), Camilo Figueiredo (PSD) e Raimundo Cutrim (PSD) votaram contra. Dez deputados não compareceram para votar.

Agora, é esperar que a CPI da Propina dê resultado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.