PMDB, DEM e PSD coligados em São Luís

Sebastião Albuquerque (DEM) assegura coligação para se reeleger.

Já está quase certa a coligação do PMDB para a eleição proporcional deste ano. O partido investiu muito para tentar formar um “chapão” em torno de si e eleger metade da bancada de vereadores da Câmara, mas os aliados fugiram com medo de serem engolidos pelos fortes candidatos peemdebistas como Osmar Filho, Severino Sales, Fábio Câmara, Helena Duailibe e Kátia Lobão.

Ao final, está praticamente certo que o partido da governadora sairá com o DEM e o PSD. Quem estava doido para coligar com os peemedebistas era o vereador Sebastião Albuquerque (DEM), que tem um lastro eleitoral expressivo, mas corria o risco de não se eleger se os Democratas saíssem sozinhos.

Albuquerque ainda não comemora esperando a oficialização da chapa, mas acredita que as coisas já estão bem encaminhadas. “Pelas últimas conversas que tive, ficou acordado. Mas espero a confirmação. Eu espero que se confirme, se não foi ter que repensar se vou me candidatar”, afirmou.

Mas tudo indica que isso vai acontecer. Com 14 partidos na base de apoio de Washington Oliveira (PT), o grupo acredita que elegerá metade dos vereadores da Câmara Municipal de São Luís.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.