Deputado denuncia que governo quer se apropriar de programas federais

Deputado Rubens Júnior denunciou o uso eleitoreiro de programas federais pelo governo do estado.

Deputado Rubens Júnior denunciou o uso eleitoreiro de programas federais pelo governo do estado.

O clima esquentou durante a sessão plenária desta quarta-feira (04), na assembleia legislativa do Maranhão. Tudo começou depois que os deputados denunciaram a precariedade do programa Saúde é Vida, de responsabilidade do governo do estado.

O deputado Bira do Pindaré (PSB) questionou o fechamento de unidades hospitalares inauguradas pelo governo do Maranhão após 2010. O discurso de Bira do Pindaré foi fortalecido pelo deputado Rubens Jr. (PCdoB), que mais uma vez, apontou a tentativa da governadora em tentar se apropriar de programas federais.

“Não aceitamos que o governo estadual roube as ações do governo federal.” Afirmou o líder oposicionista, depois que o deputado Manoel Ribeiro (PTB) atribuiu ao governo do estado a chegada de médicos estrangeiros ao Maranhão.

O líder da oposição, Rubens Jr., usou a tribuna para publicizar a nota divulgada pelo secretário estadual de saúde, Ricardo Murad, onde os prefeitos das cidades em que os hospitais encontram-se fechados eram responsabilizados pelo não funcionamento das unidades. “Quem está pagando o preço caríssimo é a população, não adianta a secretaria de saúde querer se eximir da culpa.”

Rubens Jr. destacou ainda a quantidade de recursos repassados pela secretaria de saúde às prefeituras. “A secretaria revelou por meio da nota que tem repassado R$ 720 mil anuais a cada prefeitura para que os hospitais sejam mantidos, o que daria cerca de R$ 60 mil por mês, com essa quantia mensal não seria possível pagar nem três médicos para trabalhar.”

O parlamentar completou fazendo uma denúncia ainda mais séria. “Para piorar, se o governo estiver repassando a verba para os municípios onde os hospitais permanecem fechados, isto caracteriza roubo e alguém terá que ser responsabilizado.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.