Mais de 600 policiais militares que concluíram o Curso de Formação ainda não foram nomeados

Muitos policiais trabalharam de maneira irregular no carnaval

Muitos policiais trabalharam de maneira irregular no carnaval

Os mais de 600 policiais militares que concluíram o curso de formação trabalharam de forma irregular durante o carnaval, já que não eram alunos e também ainda não podem estão nomeados.  O deputado estadual Bira do Pindaré (PSB) fez a cobrança na Assembleia Legislativa para que a governadora Roseana Sarney (PMDB) nomeie os policiais, que já passaram por todas as etapas do concurso e continuam sem nomeação.

Documentos comprovam as escalas de serviços desses novos policiais sem vínculo efetivado com o Estado. Bira cobrou uma solução para o impasse. “É preciso respeito a essas pessoas que estão ingressando agora na categoria e já são tratados desta forma. Como é que vamos unir a tropa? Como é que vamos organizar a corporação para fazer frente à criminalidade que cresce, todo dia, se a corporação é destratada a todo o momento?”, questionou.

Deputado Bira denunciou irregularidade da manutenção de policiais trabalhando sem nomeação

Deputado Bira denunciou irregularidade da manutenção de policiais trabalhando sem nomeação

Para Bira, a situação é análoga à escravidão, porque eles estão sendo forçados a trabalhar sem ter remuneração, e as condições necessárias para exercício da função. “Eu não vou estranhar se, de repente, eles vierem todos para cá, para Assembleia ou então lá para o Palácio dos Leões para cobrar os direitos que merecem e que eles têm. Então é preciso que haja uma atitude por parte do Governo, é preciso que a governadora tome uma atitude, que ela mande nomear os servidores militares, para que possam ser respeitados”, defendeu.

A Polícia Militar é perseguida e discriminada pelo Governo do Maranhão, uma vez que aos policiais ofereceu reajuste 7% dado aos servidores militares e de 18 % aos demais servidores públicos do Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *